Resenha: Amante Consagrado - J. R. Ward


Sinopse: Nas sombras da noite de Caldwell, Nova York, desenvolve-se uma furiosa guerra entre os vampiros e os seus assassinos. Há uma Irmandade secreta, sem igual, formada por seis guerreiros vampiros, defensores de sua raça. E agora, um Irmão obediente deve escolher entre duas vidas... Ferozmente leal à Irmandade da Adaga Negra, Phury se sacrificou pelo bem da raça, convertendo-se no macho responsável por manter a linhagem da Irmandade. Como o Primaz das Escolhidas, ele será o pai dos filhos e das filhas que assegurarão que sobrevivam as tradições da raça, e, que haja guerreiros para lutar contra os redutores. Como sua companheira, a Escolhida Cormia quer ganhar não só o corpo, mas também o coração de Phury para si... Ela vê o guerreiro emocionalmente deteriorado atrás de toda sua nobre responsabilidade. Mas enquanto a guerra com a Sociedade Redutora se torna mais severa, uma grande tragédia abate a mansão da Irmandade e Phury deve decidir entre o dever e o amor.

E mais uma vez a diva J. R. Ward conseguiu me surpreender. Digo isso porque quando li o livro do Z. achei que tinha mostrado não somente a relação do Z. com a Bella como com o próprio irmão, Phury. E, como Amante consagrado é o livro do Phury, eu não tinha ideia do que poderia acontecer.
O que eu gosto muito nos livros da J. R. Ward é que ela não foca só em um assunto. Ela faz uma mistureba de acontecimentos, fatos, passado e que na maioria das vezes pode acabar em tragédia, ou não. É por isso que sempre que leio algum livro dela eu fico pensando que não são livros simples de ser lidos. Requerem muita atenção aos detalhes, lembranças de acontecimentos anteriores, entre outros requisitos. Mas, quando o leitor é atento e minucioso com a leitura, acaba sempre se maravilhando com a escrita dessa diva.
Em Amante Consagrado a vida de Phury é revelada aos leitores e junto com ela descobertas que ninguém suspeitava. Phury tem em sua mente um “mago” que o atormenta, é assim que descobrimos os motivos dos vícios de Phury. Neste livro também tem o desenvolvimento do relacionamento da Cormia com o Phury ou Primaz. Cormia sabe que o Primaz deve estar não somente com ela mas também com suas outras irmãs Escolhidas, porém, estando no mundo do Primaz, ela começa a perceber que quer ele só pra si mesma. Aliás, essa não é a única descoberta de Cormia. Com essa liberdade que lhe foi dada, ela descobre gosto por coisas que antes eram desconhecidas.
Phury é um personagem complicado e desde o início eu soube que ia ser um longo livro e que ia demorar para realmente acontecer algo entre o casal. Isso porque Cormia é toda inocente e Phury é cavalheiro demais para tentar algo. E essa enrolação me deixou com raiva, mas isso já era esperado. A autora gosta de enrolar e enrolar e enrolar e depois quando tudo dá certo e os dois percebem que se amam, vem algo e puf, acaba com tudo. Ok, não é bem assim que acontece mas é o mínimo que espero que aconteça em livros da J. R. Ward. É, porque ela já conseguiu quebrar meu coraçãozinho várias vezes e olha que eu só estou no sexto livro.. Mas enfim, vale a pena esperar cada segundo. Vale a pena se controlar e levar na boa porque apesar de toda a inocência de Cormia, ela começa a perceber que tem poder sob Phury.
Mas esse livro não é nem de longe, somente sobre esse casal. Como sempre, a autora mistura vários personagens e vários acontecimentos. É impossível citar tudo mas vou citar os principais e os que me chamaram a atenção. Primeiramente, sabendo que o próximo livro é o livro do Rehv, é claro que a autora não o deixou de lado. Teve muito Rehvenge em Amante Consagrado e pude descobrir um pouquinho mais desse sympatho - devorador de pecados,  lindo de morrer. Outros personagens que me chamaram muito a atenção foram o Quinn e o Blay. Não tem não shipar porque é tãaaaaaao fofo. E o John com a Xhex? Sem comentários. Mas o esperado mesmo era ver como ia progredir a gravidez de Bella. Sério, foi um livro perfeito. E ficou mais perfeito ainda com a volta de um personagem super querido. Só não vou falar quem é, haha.
Enfim, é um livro grande, cheio de ação, romance, enrolação, descobertas, novos mistérios, mais enrolação, e muito, muito amor. Sim, porque essa série é muito amor. Impossível não viciar nesses guerreiros que nos surpreendem a cada novo livro. Então, se você já leu, me diga o que achou e se não leu, está esperando o que para ler? Corre lá e compre seus livros IAN porque tenho certeza de que não irá se decepcionar. 



10 comentários:

  1. nunca li nenhum livro da saga IAN e pra falar a verdade não tenho curiosidade nenhuma. a sinopse não me atrai e acho a série longa demais, só de ver a quantidade de títulos dá preguiça. :S

    ResponderExcluir
  2. Oi Thais!
    Adorei sua resenha, principalmente porque esse é o próximo livro da série que irei ler.
    Eu gostei da Cormia no 5º livro e estou curiosa para saber mais sobre o Phury. Quero ler logo!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  3. Não vou ler! Não vou ler!! aaaahhhhh
    Quero ler!
    Sério flor! Só li o primeiro! Juro juradinho que nas férias adianto bastante minha leitura de IAN e volto para postar um comentário decente!=P

    Beijocas^^
    Danni
    Garotas e Livros

    ResponderExcluir
  4. Esse livro é tenso,forte, mas incrível, Phury é tudo de bom!!

    ^^

    beijos

    http://kastmaker.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Estou começando a ler o primeiro volume da série, espero chegar logo neste volume.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Oi Thays!

    Essa série é realmente enorme e mostra que os vampiros são parte de uma temática que ainda se manterá por um bom tempo. Ótima resenha!

    Até mais! *Hugs*

    Se puder, acessa lá:

    — Blog Bobagens & Livros / — Blog da Minha Série de Livros

    Vou adorar a sua visita! *_*

    — Matheus Goulart

    ResponderExcluir
  7. Oie...
    Tudo bom?
    Ainda não li nenhum da série apesar de ter lido várias resenhas positivas.... =/

    Adorei seu blog... Já estou seguindo...
    Depois dá uma passadinha no meu para conhecer... Relíquias da Lylu =D
    http://reliquiasdalylu.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Menina, vc embalou mesmo nessa série, hein??
    Nem quero pensar em quanto tempo os livros estão abandonados na estante, dá até tristeza! =/
    Quero muito ler, mas..... são tantos livros ÓTIMOS de parceria que os que eu compro vão ficando p/ depois, e depois, e depois.....
    Nem li a resenha toda pra não morre de ansiedade aqui... srrsr mas os trechos que eu li aguçaram ainda mais a minha curiosidade!

    beijos
    Mandinha :)
    minhasconfissoesfemininas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olá Thais,
    Adorei sua resenha ..Eu literalmente viciei nos livros da Irmandade, já comprei o quinto livro, e vou formar a coleção, cada livro é uma leitura maravilhosa,prende a gente com uma voracidade prá ler até o final e não vejo a hora de ler o próximo.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Thay! Que resenha linda *--*
    Acho que é uma das primeiras que não reclama tanto do livro XD
    Na minha opinião, o livro é ótimo, mas ainda é o mais fraco de todos ^^' talvez pelo romance de Phury e Cormia ser bastante enrolado, não sei.
    Mas eu adoro o Phury <3
    Blay e Quinn lindos demais!!! Os dois mais enrolados da série huahuuahuahuah amo eles!
    Já soube que o próximo livro vai ser deles? Muitooo ansiosa, e isso que ainda estou lendo Amante Libertada kkkk
    Você vai se apaixonar pelo livro do Rehvenge e o do John e da Xhex *--------*
    Já esperando suas resenhas =D
    Bjus

    ResponderExcluir

Comente! Sua opinião é muito importante:)