Resenha: Desperta ao Amanhecer - C. C. Hunter

Sinopse: Este é o segundo livro da série Acampamento Shadow Falls. Kylie anseia por descobrir sua própria identidade sobrenatural e o que seus poderes significam. Agora ela vai precisar deles mais do que nunca, porque está sendo assombrada por outro espírito, que insiste em dizer que alguém que ela ama morrerá antes do final do verão. Se ao menos Kylie soubesse quem ela precisa salvar e como... Mas a maior causa de seus problemas são os dilemas do coração. Kylie sabe que precisa decidir entre Lucas, o lobisomem que conheceu quando ainda era garotinha, e Derek, um fae muito atraente, para não correr os risco de perder os dois. Mas o romance vai ter que esperar, porque alguém do lado sombrio do mundo natural se esconde em Shadow Falls. 
Nem preciso dizer o quanto estava ansiosa para ler este livro. Aliás, quando você se apaixona por um livro e ele faz parte de uma série, é impossível não ficar ansioso pelos próximos volumes. Só que no caso desta série – Acampamento Shadow Falls – acho que acabei criando expectativas demais e que acabaram prejudicando e até interferindo no meu gosto pela série.
Kylie está ainda em meio a sua crise de identidade, mas não é esta a sua única preocupação. Um fantasma de uma mulher começa a atormentá-la dizendo que precisa salvar alguém, mas Kylie não tem ideia do que fazer e muito menos de quem deve salvar. Além disso, Kylie começa a desenvolver comportamentos estranhos como um surto de crescimento – característicos de lobisomens -, gosto por sangue – característico de vampiros -, sonhos lúcidos, entre muitas outras coisas. Kylie está prestes a enlouquecer com todas as descobertas e ainda mais com o seu relacionamento complicado com Derek.
Como podem ver, é um livro que abrange de tudo. Muitos mistérios a serem resolvidos, outros que provavelmente se resolverão no terceiro livro; também tem muitas auto-descobertas. Aliás, se eu pudesse descrever esse livro em uma expressão seria “a auto descoberta de Kylie”. Obviamente, ainda não foi revelado o ser sobrenatural que a protagonista é – mas eu já sei porque li spoilers – mas não é difícil de fazer algumas suposições. A autora também não fez grandes revelações mas desenvolveu os comportamentos de Kylie para que em Taken at dusk ela possa mostrar realmente o que Kylie é.
3º Livro da série
O problema comigo foi bem isso. Não é algo extraordinário, e conforme ela vai apresentando um comportamento você meio que já sabe o que vai acontecer em seguida. Outra coisa que me desapontou e muito neste livro foram os relacionamentos amorosos de Kylie. A autora inicia o livro super bem, mostrando os problemas de Kylie e Derek como casal mas quando Lucas aparece, é como se Derek e Kylie nunca tivesse sido grande coisa e a autora dá um “jeitinho” de rearranjar os casais. Nem preciso falar que isso é muito chato para essa coisa toda de team’s né? No momento em que você começa a se acostumar com um e a gostar dele, o personagem age feito idiota e/ou a Kylie dá o fora nele.. É extremamente confuso e acho que a única pessoa prejudicada nessa situação é o leitor. É sofrimento demais!! Ver seu personagem, seu garoto preferido ser chutado e depois agir feito cachorrinho atrás da Kylie.. Não curto isso nadinha e foi o que mais me desapontou no livro. Acho que todos os personagens tem um potencial e não deveriam ser "descartáveis".
Por outro lado,  alguns personagens me surpreenderam. Não sei se é por ser clima sobrenatural, ou porque fiquei traumatizada com HON, mas desde o primeiro livro eu pensava "Nossa, só quero ver o deslize da Holiday. Ela é outra Neferet da vida, aposto" e eu meio que fiquei esperando isso acontecer. Mas diferentemente da louca/doente/falsa-profetiza Neferet, ela é realmente muito boa na direção do acampamento. E não tem nenhum plano maligno então agora estou mais aliviada, eu acho. Neste livro foi possível sentir o desenvolvimento do laço afetivo entre Holiday e Kylie e isso me agradou bastante. Aliás, Holiday estava perfeita no livro. Ela é aquela pessoa que você quer ter como irmã mais velha para poder desabafar, receber conselhos ou mesmo simplesmente conversar. E quanto aos sentimentos da Holiday, achei fofo demais. Para mim, a relação da Holiday com o vampiro Burnett foi muito melhor do que as confusões amorosas da protagonista. E o Perry.. aquele metamorfo é a coisa mais fofa do mundo. Bem que poderia ter mais cenas dele..
Mas enfim, o livro não é ruim. Talvez por eu ter criado expectativas demais, ele tenha sido um pouco decepcionante. E agora que li spoilers do terceiro, tenho que admitir que não estou tão entusiasmada em ler. Sinto que vai ser meio previsível mas, sei lá, posso acabar sendo surpreendida né? Não desencorajo ninguém de ler Desperta ao amanhecer, só aviso para não esperarem grandes novidades.


7 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Thais! Estou ansiosa para ler Nascida a Meia Noite e Desperta ao Amanhecer e espero não me decepcionar. Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi Thay!

    A capa desse livro e, aliás, da série toda são lindas, mas eles não me chamam atenção.

    Até mais! *Hugs*

    Se puder, acessa lá:

    — Blog Bobagens & Livros

    Vou adorar a sua visita! *_*

    — Matheus Goulart

    ResponderExcluir
  3. As vezes as nossas expectativas acabam atrapalhando o desenrolar de um livro, mas faz parte.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Eu não conhecia a série, mas achei interessante.
    No momento to tão abarrotada de livros que é melhor deixar pra próxima. Haha

    Beijocas

    ResponderExcluir
  5. Puxa flor... Tem tantos livros te decepcionando ultimamente? rsrsrs Que tá havendo?? kkkk

    Bem, eu particularmente adorei o livro. Achei bem melhor que o primeiro e espero que Hunter finalize bem esta série. Eu achei a ideia dela muito boa e ela soube juntar tantos sobrenaturais em uma só história sem deixar muito confusa.

    Beijos
    Danni
    Garotas e Livros

    ResponderExcluir
  6. Nossa Thay, pois pra mim a Holiday foi UM SACO nesse livro. Eu perdi as contas de quantas vezes ela perguntou VOCÊ ESTÁ BEM??
    Porra, esse segundo livro foi uma decepcção, pelos fatores que vc citou e outros tantos. Foi tanta lorota pra esse tanto de págninas de livros, coisas que nao era necessário.

    Beijokas! :*

    Raphaela
    Equalize da Leitura
    @EqualizeLeitura

    ResponderExcluir
  7. Eu gostei mais desse livro do que do primeiro. Achei que teve mais humor e afins. Em relação aos amores da protagonista, sim a autora machuca nosso coração, esse joguinho entre Lucas e Derek quero só ver o que vai dar.
    Também cheguei a pensar que a Holiday ia dar uma de Neferet e se revelar, mas como isso não aconteceu, também me encantei pela personagem.
    Nossa quero mto saber o ser sobrenatural que a Kylie é!! me conta! kk
    Bjs
    Daiane
    nouniversodaliteratura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Comente! Sua opinião é muito importante:)