Resenha: A Estrela - Javi A. e Isabel H.

Sinopse: Após uma catástrofe ter transformado o Linde em um ambiente hostil e instável, todos os habitantes do mundo precisam aprender a viver em clãs isolados, dentro dos Limites Seguros. As rupturas fazem com que o mundo mude de forma repentinamente e os que não estão preparados podem perder-se para sempre. Durante uma violenta ruptura, Lan, uma garota que vive no clã de Sálvia, não resiste e acorda sozinha e sem mantimentos no meio do deserto. Logo a garota é resgatada, porém, por seu pior inimigo. Destemida e determinada a encontrar sua família, Lan percebe que a única forma de reencontrá-la e talvez encontrar uma cura para o Linde depende unicamente da aliança com um povo nada confiável.

Comecei a leitura deste livro despretensiosa. Tinha lido a sinopse, me interessado pela trama, mas sem realmente saber sobre tudo o que abordava. Devo dizer que tiro o meu chapéu imaginário para estes autores pois eu realmente fui surpreendida.
Nesta resenha, não vou falar muito sobre a trama em si, pois acho que é melhor quando o leitor é pego de surpresa. Mas para nos situarmos, o livro se passa em um planeta devastado por catástrofes, um planeta instável que muda de forma constantemente e, por isto, os habitantes se mantém unidos em pequenas vilas. É um mundo cheio de regras e tradições, mas que são revistas pela jovem Lan e o jovem que ela chama de Sequestrador.
Achei incrível o desenvolvimento destes personagens. Lan, uma guerreira nata, impressionante e também é uma personagem muito carismática. O Sequestrador é aquele personagem misterioso, pertencente a um povo antigo e cheio de tradições. Ambos embarcam em uma jornada de aventuras, perigos e luta pela sobrevivência. E no decorrer disto, surge sentimentos que eles nunca experimentaram antes. Apesar disto, ambos sabem que são diferentes e que nunca poderiam ficar juntos.
"A Estrela" contem sim alguns clichês como esse amor impossível entre Lan e O Sequestrador, um possível triângulo amoroso e um pouco de distopia. Mas, apesar disto tudo, é um livro cheio de ideias inovadoras, surpreendente e cheio de aventura. É um livro gostoso de ser lido, com ideias fantásticas mas que o leitor compreende com facilidade. Os termos novos também são explicados cuidadosamente, além do mais, creio que o leitor aprende simultaneamente com as descobertas de Lan.
Acho que parte do motivo de eu ter gostado muito da protagonista é que o livro não é narrado em primeira pessoa. Mas quando paro para pensar na Lan narrando a história, não acho que ela faria o tipo de personagem feminina irritante. Ela é tranquila, jovem, astuta e corajosa. Apesar de seus recém-descobertos sentimentos pelo Sequestrador ela é altruísta e faz tudo pensando na salvação de Linde. O Sequestrador é outro personagem curioso, desde o início do livro já percebe-se que ele é aquele personagem que não segue direito as tradições mas o leitor não tem ideia do quão longe ele pode ir e do quão altruísta ele pode ser.
De verdade, esta é mais uma daquelas resenhas em que estou botando todos os meus sentimentos. A leitura é fantástica apesar de o final ter me deixado frustrada. Esse é um livro que eu adoraria demais que tivesse uma continuação. Nem se fosse uma única linha. Só para saber o que aconteceu com o personagem que eu adorei tanto. Apesar da ideia genial dos autores, odiei ser deixada no escuro. Vou surtar dias a fio, pensando no que aconteceu com ele e não saberei nunca! #desconsolada
Outra coisa que eu queria dizer nesta resenha é: Lan refere-se ao menino como O Sequestrador durante quase o livro todo. Só no final ela dá um nome a ele mas não vou contar u_u É um nome lindo e perfeito e.. estou ficando emocionada de novo. Mas enfim, vocês só saberão o nome dele lendo este livro. Então leiam!
Acho que já fui longe demais mas queria falar mais uma vez que este livro é realmente surpreendente. Vale muito a pena ler! É uma distopia com ideias diferentes. Não vou negar dizendo que o livro não tem alguns furos porque tem sim. Algumas coisas não foram esclarecidas e aí que eu venho novamente com a ideia de que uma sequencia seria maravilhosa, mas "A Estrela" é aquele livro que fechou bem e que a trama não tem muito mais a oferecer. Apesar disso, dos poucos furos, achei um livro impressionante, com uma leitura fácil e fluida. Para aqueles leitores assíduos por uma boa aventura com um tiquinho de romance, totalmente recomendo “A Estrela”. Sério, leiam. É bom demais. Quero mais!


Confiram abaixo o making off desta capa maravilhosa e em seguida assistam também ao booktrailer :)




8 comentários:

  1. Não conhecia esse livro, mas pela sua resenha ele deve ser muito bom!
    Fiquei curiosa para saber o nome do Sequestrador e por que ele te deixa emocionada haha'
    Muito legal cer como a capa foi feita *-* Eu vi a de O Príncipe da Gato também, é demais!

    Beijos
    Geê - almaleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Quando li a sinopse até fiquei com vontade de ler, mas nada tão alarmante, como você disse, não tem muitas informações e ate passa uma certa curiosidade ao leitor, agora com a sua resenha super para cima é uma nota tão boa assim, devo dizer que fiquei um pouco mais curiosa para entender o porque você amou tanto o livro.

    Beijos,
    pepperlipstick.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Uau!
    Sério... Uau UHAUHAU
    Eu vi a capa e já gostei muito! Li a sinopse e também gostei, daí vi sua resenha e <333 Gente, eu adoooooro livros assim *-* Sério, fiquei morrendo de vontade de ler e conhecer esse personagem que você falou UHAUHAUH mas é meio ruim quando fica esse final meio em aberto com algum personagem, e a gente fica tipo açdlkjasfl oqqq aconteceu??? UHAUHAUHA
    E cara, que foooda o making of da capa *-* Todo esse trabalho só pra capa UHAUHA sério, difícil... Tem que ter muita criatividade e força de vontade.
    Enfim, adorei a resenha Thay, parabéns! *-*

    ResponderExcluir
  4. Distopia! A capa é linda e amei a sinopse.
    Devo confessar que amor impossível e triângulo amoroso já chegou na minha conta. Mas essa divisão em clãs e planeta instável me chamou a atenção.
    Adorei a resenha.

    Bj
    Bibliotecando com a Cris

    ResponderExcluir
  5. Ah misturou aventura, distopia e romance numa boa narrativa? Esse é meu tipo de livro!
    Sua resenha me deixou muito interessada em lê-lo, vai agora mesmo para minha lista de desejados.

    :*

    http://entrelivroserabiscos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. esta história mostra o bom senso da escrita e a imaginação que se é usada para mostrar cada ponto dessa maravilhosa história que realça o clássico e o fictício da vida!! muito interessante!

    ResponderExcluir
  7. Fiquei curioso pra ler, cheio de emoção e ainda se tratando de uma distopia com uma mistura tão boa, quero ler, pode apostar.

    ResponderExcluir
  8. Estou louca pra ler o livro a capa é linda e a estoria é interessante, amei sua resenha, agora fiquei curiosa com o nome do sequestrador hehe, ah clichês esta em tudo ultimamente rsrs

    bjos

    ResponderExcluir

Comente! Sua opinião é muito importante:)