Resenha: P. S. Eu Te Amo - Cecelia Ahern

Sinopse: Gerry e Holly eram namorados de infância e ficariam juntos para sempre, até que o inimaginável acontece e Gerry morre, deixando-a devastada. Conforme seu aniversário de 30 anos se aproxima, Holly descobre um pacote de cartas nas quais Gerry, gentilmente, a guia em sua nova vida sem ele. Com ajuda de seus amigos e de sua família barulhenta e carinhosa, Holly consegue rir, chorar, cantar, dançar e ser mais corajosa do que nunca.

Acho que muitos reconheceram o título do post, seja por já ter visto o filme ou por ter lido o livro. Ou mesmo por já ter ouvido falar de ambos. Enfim, também aposto que já sabem que é uma história bastante sentimental e que é capaz de fazer até os mais fortes chorarem. Tudo verdade!
A história é narrada em terceira pessoa, mas acompanhando a vida de Holly, nossa protagonista. Conforme Holly passa pelo período de luto pela perda do marido, o livro nos traz algumas lembranças de Gerry ao mesmo tempo em que mostra os avanços na vida de Holly.
Ahern não falhou em nada. A narrativa é ideal para este tipo de trama e, apesar de ser um livro sentimental, não é de todo depressivo. Em alguns momentos a autora nos proporciona boas risadas, alegrias, e em outros ela nos mostra o lado triste de Holly e o peso da perda de Gerry. Simplesmente achei a autora fantástica. Sem mais. Ela soube fazer um livro sem que este se encaixasse em estereótipos e aberto para todo tipo de público.
Como eu disse, Cecelia Ahern foi brilhante. Não apenas na narração mas na criação dos seus personagens. Senti como se desde o início ela soubesse direitinho o que estava planejando para cada um o que faz com que todo personagem se torne especial na trama. Acho importante essa preocupação com os demais personagens pois as histórias ficam chatas quando apenas focadas nos principais. E a autora soube lidar maravilhosamente bem com isso.
Holly é aquela personagem que te conquista desde o início. Ela é inteligente, sabe ser engraçada mas se mostra uma pessoa real, com suas inseguranças, tristezas e fraquezas. Holly é uma personagem muito real, que em alguns momentos espelhou algumas características minhas e aposto que de outros muitos leitores também.
Enfim, antes que eu comece a fazer comentários sentimentais demais, posso adiantar que sim, esse livro pode te desidratar um pouquinho, mas garanto que vale a pena. P. S. Eu te amo é acima de tudo um livro para ser apreciado.


2 comentários:

  1. Eu comecei a assistir o filme, mas eu lembrei que tinha que ler o livro primeiro. E o que eu vi no filme eu não gostei muito não... Espero gostar do livro.

    Beijos,
    Mandi - Book and Cupcake.

    ResponderExcluir
  2. Ahhhhh eu li esse livro a pouco tempo e quase morri! ahhaha
    De chorar com a lamentável história e de rir com as vergonhas alheias de Holly! hahaha
    O que me deixou bem "puta" da vida foi a Ahern ter escrito o livro com apenas 21 anos! COMO PODE?? Um livro sensível e intenso desses! hahahha

    Amei sua resenha!

    Ah... te indiquei para responder um meme!
    http://minhasconfissoesfemininas.blogspot.com.br/2012/12/meme-lacos-de-incentivo-leitura.html

    Beijos!

    ResponderExcluir

Comente! Sua opinião é muito importante:)