Resenha: um homem de sorte - Nicholas Sparks

Sinopse: “Mas não estava em outra época e lugar, e nada daquilo era normal. Trazia a fotografa dela consigo há mais de cinco anos. Atravessou o país por ela.” “Era estranho pensar nas reviravoltas que a vida de um homem pode dar. Até um ano atrás, Thibault teria pulado de alegria diante da oportunidade de passar um fm de semana ao lado de Amy e suas amigas. Provavelmente, era exatamente isso de que precisava, mas quando elas o deixaram na entrada da cidade de Hampton, com o calor da tarde de agosto em seu ápice, ele acenou para elas, sentindo-se estranhamente aliviado. Colocar uma carapuça de normalidade havia-o deixado exausto. Depois de sair do Colorado, há cinco meses, ele não havia passado mais do que algumas horas sozinho com alguém por livre e espontânea vontade. (...) Imaginava ter caminhado mais de 30 quilômetros por dia, embora não tivesse feito um registro formal do tempo e das distâncias percorridas. Esse não era o objetivo da viagem. Imaginava que algumas pessoas acreditavam que ele viajava para esquecer as lembranças do mundo que havia deixado para trás, o que dava à viagem uma conotação poética. prazer de caminhar. Estavam todos errados. Ele gostava de caminhar e tinha um destino para chegar.
Um homem de sorte é mais um romance incrível do Nicholas Sparks. Gosto do estilo de escrita do Nicholas e, apesar das cenas tristes, aprecio a narrativa dele assim como sua criatividade. Então, é claro que estava ansiosa para ler esse livro. E, apesar de não ser o meu preferido deste autor, com certeza vale a pena ler.
Tenho que admitir que demorei mais do que esperava. Talvez pelo fato de o início ser lento demais, e meio enrolado. E, por ter três ponto de vista – Beth, Thibault e Clayton – achei que ficou meio confuso no começo. Mas isso era de se esperar até porque eu tinha acabado de conhecer os personagens.
Acredito que a escolha de vários pontos de vista foi bem adequada para este romance. Mesmo sem ter tantos personagens, sem o ponto de vista dos três principais seria difícil fazer as conexões de familiaridade e tudo mais. É clássico do Nicholas esconder fatos no começo, mas com o desenrolar da estória, alguns segredos e informações importantes para a compreensão vão sendo revelados aos poucos. Acho que isso é o que mais gosto nos livros do Nicholas. Ele sabe dosar as informações reveladas.
Porém, apesar de a narrativa ter fluido depois de alguns capítulos, ainda não fiquei muito convencida da estória. O Keith Clayton que é o vilão da estória, foi o único personagem que desde o início me convenceu. Ele começa sendo de um jeito e termina assim, ou seja, a personalidade dele não muda ao decorrer dos capítulos. Já a Beth... foi uma tristeza. Mesmo sendo uma personagem adulta, Beth não tem uma personalidade marcante, única. Ela varia de humor muito rapidamente e em alguns momentos se mostrou a típica personagem afetada e impulsiva. Por outro lado, Logan Thibault era o cara inteligente mas que se fechava demais para os outros. Justamente por ele ter essa personalidade que os segredos continuam até perto do final e que fazem da estória o que ela é, mas, na minha opinião, não acho que concordo com as atitudes dele.
Não senti que ficou faltando algo mais, só sei que o desenrolar não foi o que eu esperava. Algumas cenas são bem chatas mas são necessárias para entender os segredos e motivos de Logan. No geral, gostei de alguns personagens, outros não. Só sei que, apesar de não ter me agradado em todos os momentos, é um livro com uma mensagem bonita e que vale a pena ser lido. Além de que, se você adora animais na estória, vai adorar conhecer o fofo do Zeus que, com certeza, foi o meu personagem preferido desse livro.


Fique Ligado #5

Oi pessoal! Estava pensando em gravar vídeo hoje mas como não achei a câmera a tempo, vou tentar fazer um ainda essa semana. Por enquanto, fiquem com as novidades literárias dessa semana.

13 Pequenos envelopes azuis - Maureen Johnson
Você seguiria as instruções? Você viajaria pelo mundo? Você abriria os envelopes um após o outro? Dentro do envelope um, existem mil dólares e instruções para comprar uma passagem de avião. No envelope dois existe um endereço para um “flat” em Londres. O recado no envelope três diz a Ginny: Encontre um artista. Por causa do envelope quatro, Ginny e um dramaturgo/ladrão/cansado-da-cidade chamado Keith vão para a Escócia juntos, com alguns resultados desastrosos porém extremamente românticos. Mas será que ela irá vê-lo de novo? Tudo sobre Ginny irá mudar nesse verão, e tudo por causa dos 13 pequenos envelopes azuis.

Anjo Mecânico - Cassandra Clare
Quando Tessa Gray, uma jovem de dezasseis anos, atravessa o oceano para se reunir ao irmão, o seu destino é a Inglaterra do reinado da rainha Vitória e aventuras aterrorizantes aguardam-na no Mundo-à-Parte de Londres, onde vampiros, bruxos e outras personagens sobrenaturais palmilham as ruas iluminadas a gás. Apenas os Caçadores de Sombras, guerreiros que se dedicam a livrar o mundo de demónios, conseguem manter a ordem no caos. Raptada pelas misteriosas Irmãs Escuras, membros de uma organização secreta chamada Clube Pandemonium, Tessa fica a saber que também pertence ao Mundo-à-Parte e que possui uma habilidade rara: o poder de se transformar, quando quer, noutra pessoa. Além disso, o Magister, a figura misteriosa que dirige o clube, tudo fará para reclamar o poder de Tessa para si. Sem amigos e perseguida, Tessa refugia-se junto dos Caçadores de Sombras do Instituto de Londres, que lhe juram encontrar o irmão se usar o seu poder para os ajudar. Em breve se sente fascinada, e dividida, entre dois amigos: James, cuja beleza frágil esconde um segredo mortal, e Will, um rapaz de olhos azuis, cujo humor cáustico e temperamento volúvel mantêm toda a gente à distância... ou seja, todos menos Tessa. Enquanto a investigação os vai arrastando para o âmago de uma conspiração tenebrosa que ameaça destruir os Caçadores de Sombras, Tessa percebe que poderá ter de escolher entre salvar o irmão e ajudar os seus novos amigos a salvar o mundo... e que o amor pode ser a magia mais perigosa de todas.




Tantos lançamentos e novidades, não é mesmo? Eu achei tão lindo o box de Jogos vorazes mas não sei se vale a pena comprar só pelo box.. se o Sub fizer um preço bom aí vale totalmente a pena :) Também estou muito ansiosa pra ler Anjo mecânico. Gosto muito do estilo de escrita da autora e quero muito conhecer essa série dela. O que vocês acharam das novidades? Ficarei esperando por comentários..

Resenha: Shadowspell - Jenna Black

Sinopse: Magia, ilusão, ameaças... Dana descobrirá o preço da liberdade O reino de Avalon nunca mais será o mesmo. Um grupo de caçadores bárbaros liderados pelo poderoso Erlking está a caminho do reino e promete causar a destruição total do único lugar em que humanos e feéricos convivem em harmonia. Porém, nem tudo está perdido. Dana Hathaway, uma faeriewalker com a capacidade rara de viajar entre os dois mundos e a única pessoa que pode levar magia ao mundo humano e tecnologia ao reino de Faerie, é obrigada a selar um pacto sombrio com o Erlking, que pode colocar a perder todos os seus poderes, deixando-a vulnerável perante um inimigo sedutor. Magia, sedução e muito suspense estarão presentes na vida de Dana, que nunca mais será a mesma...
Desde a resenha de Glimmerglass eu falei que a estória tinha potencial e isso ficou bem claro em Shadowspell. No começo, a Dana – uma Faeriewalker - ainda se mostrou bem chatinha ainda mais por causa da sua relação com Ethan mas ao longo do livro eu fiquei admirada do quão longe ela estava disposta a chegar por ele.
Em Shadowspell, Dana continua na casa segura com o seu segurança Finn – que eu não pensaria duas vezes em aceitar ele como meu segurança, haha. Ela ainda corre risco de ser morta agora que as duas rainhas Faerie a vêem como uma arma perigosa mas a situação piora – ou não – com a chegada dos Caçadores Bárbaros em Avalon. O pai de Dana reforça a segurança dela alegando que com a chegada desses Caçadores e do seu líder, o Erlking, ela corre ainda mais perigo uma vez que este pode ter sido mandado pelas rainhas Faerie para matar Dana. Nem preciso dizer que a garota é teimosa o suficiente para sair várias vezes da casa e esbarrar com o Erlking um monte de vezes né? Pois é, acontece exatamente isso mas em todos os encontros ela sai totalmente ilesa. Erlking afirma que com ele por perto ela está mais segura mas Dana não é boba e sabe que ele tem os seus próprios interesses na Faeriewalker.
Eu tinha gostado de Glimmerglass mas o rumo que a estória tomou foi além do que eu esperava e superou totalmente as minhas expectativas. Os personagens antigos continuam aparecendo com freqüência neste livro como é o caso da Kimber e do Keane – que é um fofo – mas também aparece personagens novos como é o caso do Erlking. E é impossível não ficar balançada com a chegada dele. Dá para sentir o poder que emana dele, o perigo que ele é mas ao mesmo tempo fica claro desde início o grande potencial de sedução que ele tem. Eu jamais pensaria que o livro tomaria o rumo que tomou e que Dana estaria sujeita a situações bem constrangedoras com o Erlking. É aí que entra aquela Dana teimosa que faz as coisas sem pensar mas eu não posso julgá-la só acho que ela poderia ter sido mais cuidadosa, ter pensando melhor nas propostas do Caçador Bárbaro, além de abrir o jogo para os aliados dela. Aliás, esse é o principal problemas de livros deste estilo. Os personagens omitem informações triviais que no final poderiam ter resolvido tudo se contadas às pessoas certas. Mas caso isso acontecesse também nem teria graça né.. enfim, o sentimento de querer mudar, de fazer o personagem agir corretamente está sempre presente durante a leitura.
Não tenho nada muito especial pra falar dos personagens até porque o Ethan não é o meu preferido da série. Sempre gostei do Keane mas com a chegada do Erlking, eu realmente fiquei balançada. Ele é tão manipulador, sempre fazendo as coisas pelo próprio interesse e ainda por cima é sincero – mesmo com o hábito dele em omitir informações. Ele é mau caráter, fez uma proposta super indecente para Dana que se tornou um juramento, é o vilão dos vilões e eu ainda gosto dele. Como é possível isso? Eu me sinto uma boba por ficar gostando desses personagens malvados e interesseiros. Até a Dana resiste à ele, pelo menos por enquanto, er..
Enfim, gostei do jeito que a autora continuou a trama e estou louca pra ver o que vai acontecer. Não achei que o sexo e a virgindade da Dana entrando em jogo foi uma apelação mas sim uma ideia fantástica. É legal ver a protagonista sofrer por antecipação, ainda mais quando o Erlking tem aqueles segredinhos dele que eu não duvidaria nada que o ajudariam/ajudarão a seduzir a Dana.
Com certeza, neste livro fica evidente que a vida de Dana não é mais a mesma. As atitudes dela assim como suas decisões e o juramente feito pairam sobre ela, Ethan e todos os envolvidos. E eu estou louca para saber o que vai acontecer com Dana em Sirensong. E claro, mais ansiosa ainda para rever o lindo do Erlking.

Resenha: Amante Desperto - J. R. Ward

Resenha com spoilers do livro anterior
Sinopse: Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Dentre eles, Zsadist é o membro mais assustador da Irmandade da Adaga Negra. Tendo sido por muito tempo um escravo de sangue, Zsadist ainda carrega as cicatrizes de um passado repleto de sofrimento e humilhação. Conhecido por uma fúria que não acaba e por atos sinistros, ele é um selvagem, temido igualmente por humanos e vampiros. A raiva é sua única companheira e o terror, sua única paixão... Até que resgata uma bela vampira das garras da maligna Sociedade Redutora. Bella sente-se imediatamente enfeitiçada pela ardente força que emana de Zsadist. Entretanto, mesmo quando o desejo de ambos começa a consumi-los, a sede de vingança de Zsadist contra os torturadores de Bella o leva à beira da loucura. Agora, Bella deve ajudar seu amante a superar as feridas de seu atormentado passado e vislumbrar um futuro ao lado dela...
É incrível como a série está ficando cada vez melhor. A ideia de ter um livro para cada um dos Irmãos me agradou desde o início até porque assim o leitor pode conhecer melhor cada um e se afeiçoar pelo preferido. E como eu não sou diferente e do jeito que me senti com relação a esse livro, imagino que meu preferido é o Zsadist. E, embora tenha muitos livros pela frente, eu não acho que seja capaz de adorar tanto alguém como acontece com o Z.
Zsadist se mostrou, desde o primeiro livro, o Irmão mais perigoso e imprevisível. E não é para menos. Z. tem sua história revelada aos poucos neste livro e é impossível não sentir pena de seu passado. Acho que um dos motivos de eu gostar tanto dele é por causa disso mas não apenas por isso. Com a aparição de Bella no segundo livro – Amante Eterno –, Z. torna-se obcecado para resgatá-la do redutor que a sequestrou. Os Irmãos não ligam muito no início mas o comportamento de Z. com esta fêmea é estranho para todos e a fama de Z. também não ajuda em nada. O início do livro gira em torno disso, dos sentimentos – estranhos para Z. até então – e da preocupação com Bella. E não posso negar que até agora a Bella foi a fêmea mais legal.
Bella sente-se atraída por Zsadist, pelo perigo que ele emana, pela sua aparência – que Z. abomina – e por toda a história de Z.. Como eu disse, a história de Z. é revelada aos poucos e Bella também não tinha conhecimento das coisas que aconteceram com ele, então, conforme é revelado o leitor vai compreendendo o porquê da escuridão que paira sobre esse Irmão. Mas ainda com o pouco conhecimento de sua história, Bella está disposta a conseguir Z. para ela. E é incrível como tudo acontece. Tem cenas lindas que o Z. é todo cuidadoso com ela mas tem cenas em que ele volta a ser aquele Irmão que finge não ligar com nada. Essas atitudes dele estão presentes principalmente nas cenas de sexo e ao longo do livro, o leitor vê do que Z. é capaz de fazer por ele, por Bella e até por Phury.
Acho que o motivo maior de eu ter me afeiçoado tanto a ele é que Z. muda com o surgimento de Bella. Desde Amante Eterno dá para sentir a mudança que está por vir e em Amante Desperto isso acontece. É magnífico ver como a autora aprofunda a transformação de Z., trazendo ao leitor os motivos e pensamentos de Z.. Eu estaria mentindo se dissesse que Z. não é um pobre coitado porque ele é. Ele sempre foi, é e será um atormentado pelo seu passado mas o amor que ele tem por Bella faz com que ele pense no bem dela e é assim que ele consegue mudar o suficiente para permitir pensar que pode ser feliz. Certo, teve momentos em que o Z. dava uma de idiota querendo fazer com que Bella se juntasse a Phury – seu irmão gêmeo. E o leitor fica acompanhando angustiado com todo o sacrifício que ele está fazendo só por se achar indigno dela.. É, eu chorei horrores. Não só por ele mas também por Phury que – embora eu não goste tanto dele – também se sacrifica para deixar o irmão ser feliz. Na maioria das vezes eu acho esse negócio de sacrifícios um saco se não fosse tão lindo ver o que eles são capazes de fazer um pelo outro.
Bem, além desses três personagens que acho que são os principais do livro, também tinham outros como é de costume já que os capítulos são alternados em vários pontos de vista. O John estava um fofo neste livro e no final eu adorei ele mais ainda, ver o quanto ele estava se acostumado a Thor e à Wellsie além de ter descoberto mais um pouquinho sobre John. Por outro lado teve um personagem que me intrigou desde o início e, sim, a autora conseguiu me enganar. Rehvenge parecia que ia ser um problema pra mim até por ser todo protetor com a irmã – Bella – e eu fiquei de boca aberta como a autora conseguiu me manipular, apesar de todos os indícios sobre o que Rehvenge era e o que ele fazia. Mas o que me deixou mais curiosa foi perto do final, um acontecimento entre o V. e o Butch. Tipo, não faço a mínima ideia do que vai acontecer e estou me corroendo com isso. E me achando burra também.
Enfim, acho incrível como a autora lida com os personagens e com o rumo da história de cada Irmão. Ainda tem várias coisas para acontecer e eu só consigo imaginar o quanto mais essa mulher – J. R. Ward – vai me fazer sofrer e me surpreender. Amante Desperto foi até agora o meu preferido e não digo isso porque Z. é o cara malvadão – e todo mundo sabe que eu adoro o bad boy/vilão da estória – mas porque apesar do passado chocante dele, ele consegue superar e se deixa ser despertado por Bella. Sem dúvidas, um livro que vale muito a pena ler. Mas aviso desde já: prepare os lencinhos porque o Z. vai te fazer chorar.

Favorito ♥

Resenha: Amante Eterno - J. R. Ward

Sinopse: Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre os vampiros e seus carrascos os redutores. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Possuído por uma besta letal, Rhage é o membro mais perigoso da Irmandade da Adaga Negra. Dentro da Irmandade, Rhage é o vampiro de apetites mais vorazes. É o melhor lutador, o mais rápido a reagir, baseado em seus instintos, e o amante mais voraz, porque em seu interior arde uma feroz maldição lançada pela Virgem Escriba. Possuído por esse lado sombrio, Rhage teme constantemente que o dragão dentro de si seja liberado, convertendo-o num perigo letal para todos à sua volta.
Estou definitivamente arrependida de não ter lido este livro antes. Sempre li resenhas e comentários sobre este livro e todo mundo dizia um pacote de coisas sobre o Rhage.. e meu Deus, foi tão bom conhecer melhor esse Irmão.
No primeiro livro que é o Amante Sombrio, o Rhage aparece pouco assim como os outros Irmãos. E Amante Sombrio fecha certinho, sem fazer muita menção a nenhum outro Irmão a não ser o Wrath. Então, quando iniciei a leitura de Amante Eterno, a estória começa praticamente do zero, até porque neste livro o Irmão da vez é o Rhage. É claro que Wrath e a Beth são citados, assim como o Sr. X mas todo o foco inicial está sob a figura do Rhage e a pobre humana chamada Mary Luce.
É claro que tinha que ter romance, ainda mais com o Rhage que é conhecido por ser o pegador. Ah, ele também tem aquele apelido dele “Hollywood” por ser o mais bonito e charmoso, mas o que os outros não sabem é o seu estado por dentro. Rhage abriga uma besta em seu interior e isso o deixa dilacerado. E assim conhecemos um pouco mais sobre Rhage, essa besta e os motivos que o faz ser o pegador. Conforme a história de Rhage é contada, é impossível não se emocionar e ficar morrendo de dó dele, querendo abraçar ele e não soltar mais.. mas é para isso que serve a Mary.
A Mary é uma humana doente que, por ter relação com sua vizinha vampira Bella e com um garoto que acabou de conhecer chamado John, acaba por conhecer Rhage na mansão onde a maioria dos Irmãos moram. E aquele encontro da Mary com o Rhage é lindo demais. Acho que foi uma das cenas preferidas do livro. Nesse encontro, Rhage adora a voz dela e quer conhecê-la de todo jeito e conforme vai se aproximando dela, acaba envolvendo-a cada vez mais com o seu mundo de vampiros.
Em Amante Eterno tem todo aquele clima de romance proibido até porque a Mary é uma humana e o Rhage é um vampiro. E, durante todo o livro, tem muita reviravolta. As coisas que o Rhage passa para poder ficar com a Mary e depois o jeito que ela o trata.. Sério, teve momentos que dava muita raiva dos dois. A Mary é aquele tipo de personagem que fisicamente está fraca mas que é teimosa feito uma mula. E o Rhage é outro teimoso então já dá até pra ter noção que esse relacionamento dá trabalho. Além do fato de ser proibido e de a Mary estar doente. E o engraçado é que quando algo se resolvia, acontecia outra coisa pra estragar a relação deles. Ou seja, o livro é uma montanha russa de sensações. Eu sofri demais com tudo isso e achei que em alguns momentos a autora foi maldosa demais – principalmente no final. Preciso falar que chorei horrores? Acho que não.
O livro é realmente bom e, apesar de eu achar que a história de Rhage ia um pouquinho além do que é contado, não fiquei decepcionada em momento algum. E eu achei incrível o jeito que a autora consegue lidar com todos os personagens ao mesmo tempo. Afinal, introduzir uma humana nesse mundo de vampiros – ainda mais na Irmandade – não é algo fácil e isso é mostrado através das coisas que Rhage e os outros Irmãos estão dispostos a fazer. E em falar nos outros Irmãos, nem preciso falar o que acha deles né? Acho fantástico a relação de Irmandade que reina entre eles, o jeito que eles se falam, e até o jeito que tratam as mulheres – ou eu devia dizer fêmeas? Mas o mais incrível foi, sem dúvida, a “ponte” que a autora fez para com o terceiro livro. Ao mesmo tempo em que a relação de Rhage com Mary vai se fortificando, a autora traz o início do romance entre a Bella e o Zsadist. E, mesmo com o Rhage loiro lindo em cena, não tem como não se apaixonar pelo Z.. Mas isso fica para a próxima resenha ;)
Ah, não podia me esquecer o John. Ele é uma graça. Um fofo que dá vontade de agarrar e não largar mais. Acho que não tem graça falar muito sobre o John porque ele é uma das surpresas do livro, mas ele é especial demais e dá para sentir isso devido a algumas cenas dele. Acho que a autora decidiu revelar o garoto aos poucos em cada livro, desde antes da transformação, para que ele vá crescendo na estória. E, quando chegar Amante meu, aí é a vez dele. Pelo menos é essa a sensação que eu tive. E, do jeito que a autora colocou ele na trama, o leitor já vai conhecendo sua história e começando a se aproximar dele.
Ia me esquecendo de comentar sobre as cenas dos Redutores. Bem, no início foi chato como sempre. Dava vontade de pular mas como nesse livro o Redutor Sr. O tem um papel muito importante, o leitor tem que resistir e ler para conhecer a história desse Redutor. Até porque ele faz uma grande coisa no final do livro e está presente no terceiro livro também. Aliás, acho que essas cenas melhoraram bastante desde o primeiro livro. Talvez seja pelo fato de o Sr. O ter uma história e ser fundamental para o final do segundo livro e para o terceiro.. Mas garanto que é legal dar uma lida nessas cenas.
Bem, a resenha está enorme mas não tem como falar desse livro sem mencionar tudo isso. E olha que eu acho que poderia falar muito mais. Mas é basicamente isso. Este é o livro do Rhage, onde sua história é apresentada ao leitor ao mesmo tempo em que vai se formando o laço entre a Mary e ele. A autora também aproveitou para dar início à trama que se segue no terceiro livro “Amante Desperto” então no final você fica com aquela sensação de quero mais. Não sei se disse na resenha do primeiro livro mas gosto do jeito que a autora aborda a temática de vampiros, como ela administra as cenas quentes.. Acho que escrita da J. R. Ward fantástica e que prende o leitor do início ao fim. Sem mais. É perfeito. Afinal, quem não quer passar um tempinho no mundo desses Irmãos guerreiros que são de tirar o fôlego de qualquer uma? Não só quero como já comecei Amante Desperto. Aliás, deixa eu terminar essa resenha logo pra poder voltar lá pra o meu Z...

Entrou para os favoritos ♥

Promo via twitter: Rumos aos 1300 seguidores

Oi galerinha! Não sei se vocês viram quando comentei no twitter que estava a fim de fazer algumas promoções via twitter. Então, tive essa ideia e consegui apoio de algumas editoras. Vou colocar uma meta por vez então, até atingir a meta - que no momento é 1300 seguidores - não falarei nada dos próximos sorteios. Mas garanto que serão bons.
Para começar, terá o sorteio de um kit que foi cedido pela Editora Rai. O kit contém os dois livros da série Os Anjos sentinelas e mais um kit de marcadores. Para participar, basta seguir as regras abaixo.



ENCERRADA!

Prêmios:
Livro Os Anjos sentinelas - Enviados + Livros Os Anjos sentinelas - Eternamente + kit de marcadores

Regras:
.: Morar no Brasil;
.: Ser seguidor público do blog via GFC;
.: Deixar um comentário neste post com o seu nick do twitter;
.: Seguir o twitter da editora e o meu - @raieditora e @thayscilla ;
.: Twittar a frase abaixo - serão válidos os tweets com intervalo mínimo de 1 hora
Com 1300 seguidores o blog #ThayPriscilla  sorteará um kit de Os Anjos sentinelas em parceria com a @raieditora  [http://kingo.to/XVq]



Ah, e quem quiser visitar o blog da editora, o link é http://www.raieditora.blogspot.com/ . Lá tem várias novidades sobre os livros que serão publicados e seria muito legal se vocês seguissem o blog. Mas vale lembrar que esta não é uma regra, deixei o link apenas para aqueles curiosos de plantão.

A promoção será finalizada quando o blog atingir a meta de 1300 seguidores e o sorteio será realizado pelo sorteie.me. Até lá, participem bastante mas respeitando o intervalo mínimo para não serem desclassificados ok? E, se essa  promoção for um sucesso, logo terão outras no mesmo estilo e com livros bem legais.

Resenha: Lua azul - Alyson Noël

Resenha com muitos spoilers!

Resolvi não colocar a sinopse porque não queria que o post ficasse muito longo além de que minha própria resenha vai ter spoilers para aqueles que ainda não leram o primeiro livro. Mas, sobretudo, a primeira coisa que eu gostaria de dizer é que eu realmente tentei. De verdade. Deixei o livro guardado por muito tempo e resolvi finalmente tentar e, pode ser surpresa ou não para vocês, mas no meio do livro eu estava até que empolgada, sabe? Sem dúvidas, a trama tomou rumos que eu não esperava mas ainda assim, continuo pensando o quão estranha é a ideia desses Imortais – que não são realmente Imortais como se pode notar com a morte da Drina. Mas enfim, vou contar tudinho o que eu achei, pensei e estranhei durante a leitura.  O livro começa com toda aquela melação do casal principal – Ever e Damen – e eu nem liguei tanto com isso. Mas de alguma forma, não consegui entender bem qual era a dos personagens nesse livro. Alguns momentos eram tão atenciosos um com o outro, em outros momentos eram egoístas. Mas isso não foi logo no começo do livro e, para ser sincera, o começo é monótono demais. Até o Roman chegar.
Vocês já sabem há muito tempo que eu até que sou mediana no quesito de adivinhar as coisas – ah ta, eu sou boa mesmo – mas qualquer um percebe o jeito estranho do Roman agir, suas promessas impossíveis sendo cumpridas,..., mas ainda assim a estúpida da Ever não saca NADA! Deus, como uma garota pode ser tão sonsa assim? E o pior que nem foi a Ever, porque dela eu já esperava isso, mas o Damen que é bonzão-sabe-tudo-imortal-de-mais-de-trocentos-anos não saca NADA? Ok, a Alyson argumentou sobre isso mas não fiquei nada convencida. Agora, deixando de lado essa minha irritação por causa dos personagens sem noção que são super poderosos mas ao mesmo tempo tão cegos.. vou falar sobre a parte boa do livro.
Sim, houve uma parte boa e como eu disse, foi a metade do livro mais ou menos. E adivinhem só? A Ever ficou menos irritante quando o Damen estava dando as costas pra ela. Gostei de ver ela indo pra Summerland e tentando realmente colocar a ordem nos acontecimentos. Mas ela é tão ingênua, coitada. Mesmo assim ela tentou né? E até que fiquei orgulhosa dela por “desistir” do Damen, aliás, acho que foi uma das únicas coisas boas que ela fez no livro todo, haha. Mas como a alegria de pobre dura pouco – no caso, a minha – logo essa solução que ela arranja se desfaz e ela volta a ser a bobinha de sempre que acredita em todo mundo e que corre direto para a boca do lobo-vilão da estória.
Ah, também não poderia deixar de escrever a minha frustração com certa personagem. Uma das únicas personagens que eu confiava e que me decepcionou tanto.. Tudo bem que a Ever confiava nela, mas eu também.. e ao mesmo tempo tinha a sensação de que sabia da possibilidade da pessoa não ser o que aparentava ser.
Mas enfim, o final foi decepcionante. Justo quando eu estava começando a gostar a Ever faz todas aquelas burrices. Não sei se tentarei ler o terceiro livro tão logo. Quero saber como vai terminar mas no momento não estou disposta a ficar aguentando mais idiotices desses personagens da série Os Imortais. Por outro lado, continuo achando as capas muito lindas e gostaria de ter toda a coleção. Não tenho nada a reclamar pelo trabalho feito pela Editora Intrínseca, apenas não curti muito o rumo que a estória está tomando.



O resultado do livro A vida em tons de cinza saiu e a sortuda foi a @Angel_Noite. O sorteio pode ser conferido aqui.

Fique Ligado #4

Oi pessoal! Agora que estou mais velhinha e quase acabaram todos os meus compromissos, vou tentar postar com mais frequencia, ok? É que estou muito lenta na leitura - gente, a Ever tá chata demais.. - e ainda não deu pra terminar o livro que estou lendo para postar resenha. Então vou mostrar algumas das as novidades literárias.

O Resgate do tigre - Colleen Hock
Kelsey Hayes não é calouro de faculdade ordinária. Na verdade, a garota de dezoito anos de idade, acaba de regressar da Índia, onde ela arriscou sua vida e seu coração para resgatar um belo príncipe indiano a partir de uma terrível maldição. De volta para casa no Oregon, Kelsey está determinado a seguir em frente, apesar da persistente sentimentos que ela tem para o homem que ela deixou para trás. Ela conhece Li, um cara completamente médio que oferece a promessa de um simples, a vida sem palavrões. Mas apenas quando Kelsey está pronto para seguir em frente, Ren reenters sua vida, em uma busca para recuperar o seu coração. Perigo ameaça o seu amor recém reacendeu e para salvá-lo, Kelsey deve viajar com outra pessoa-um homem que quer que ela por si mesmo. A saga começou em Curse Tiger continua em Quest Tiger, como Kelsey encontra-se em uma batalha épica entre o bem eo mal. A partir da costa do noroeste do Pacífico para as selvas da Índia, nas montanhas do Nepal e Tibete, eo reino místico de Shangri-la, este conto de suspense de amor, sacrifício e redenção não é para ser desperdiçada.

Extras - Scott Westerfeld
No quarto livro da série, A Era da Perfeição ficou no passado. A libertação promovida graças aos esforços de Tally Youngblood deu fim a uma cultura onde a beleza e as modificações cerebrais, que transformavam todos em avoados, eram a base do sistema. Nesse novo mundo onde Aya Fuse — não apenas uma Feia de 15 anos, mas uma Extra — tenta sobreviver, existe uma coisa muito mais importante e poderosa do que a beleza: a fama. Ocupando o 451.611º lugar em uma tabela que mede a popularidade das pessoas, Aya é só uma Extra nesse complexo sistema social. Mas a descoberta de um grupo de misteriosas meninas que se arriscam a surfar em trens magnéticos pode ser a oportunidade perfeita para alcançar o seu lugar no topo. Uma matéria tão boa que irá despertar o interesse de todo mundo, incluindo alguém há muito desaparecido.

A sombra da lua - John Sandford
Acostumado a assumir casos difíceis, o investigador do Departamento de Detenção Criminal de Minnesota Virgil Flowers é mandado a Bluestem, uma pequena cidade do interior, para ajudar a polícia local a solucionar um crime que chocou a população: um casal de idosos foi morto em sua residência com requintes de crueldade. Ao chegar à cidade durante a madrugada, Virgil é surpreendido por um incêndio no alto de uma montanha. A casa do fazendeiro Bill Judd é consumida pelas chamas e seu proprietário morre sob os escombros. Bill era um homem recluso e odiado. Há muitos anos, esteve à frente de um esquema fraudulento que levou centenas de fazendeiros à falência. Embora o dinheiro nunca tenha aparecido, ele foi julgado e absolvido. Além disso, seu envolvimento com várias mulheres casadas era de conhecimento de todos na região. Virgil não acredita em coincidências e fica intrigado com a morte do fazendeiro. Afinal, a pacata Bluestem passou duas décadas sem um único crime e nas últimas semanas foi cenário de três homícidios. Determinado a encontrar uma ligação entre os assassinatos, o investigador começa a conversar com os moradores e a descobrir seus segredos. Contudo, revirar o passado de uma pequena cidade pode trazer sérias consequências para um forasteiro.

Terra dos sonhos - Alyson Noël
Riley descobre que a pós-vida pode ser solitária para alguém que se concentra apenas em trabalho. Ela então vai até o local onde os sonhos acontecem na esperança de entrar em contato com a irmã, Ever. Lá encontra o diretor, que lhe explica os dois modos de fazer isso: ela poderia saltar para dentro de um sonho qualquer de Ever, e assim transmitir sua mensagem, ou criar um sonho novo em estúdio e enviá-lo à irmã. O problema é que esse segundo modo foi banido há muito tempo, e o estúdio, lacrado. Determinada a falar com a irmã haja o que houver, Riley parte sozinha atrás de seu objetivo. O que acaba encontrando, porém, está longe de ser um sonho. Será Riley capaz de se livrar desse pesadelo para chegar a Ever?


Bem, dos livros acima que são continuações de séries, ainda não li nenhum. Algum tempo atrás estava meio receosa de ler Feios mas ultimamente estou morrendo de curiosidade então espero poder ler algo do Scott em breve. Quanto à série da Riley.. também estou curiosa mas vou dar um tempo à família Bloom depois que eu terminar Lua azul, até porque está difícil demais suportar a Ever >< Mas enfim.. me desculpem por não fazer um post decente. Vou tentar retribuir todos os comentários e ver todas as atualizações. Logo logo estarei postando a resenha de Lua azul para você conferirem minha opinião, ok? Então até mais.

Expectativas literárias 2012 + Selinho

Oi pessoal! Estou tentando botar as atualizações em ordem aqui mas como ainda estou sem resenhas, resolvi postar os memes que me indicaram. O Expectativas literárias quem me indicou foi a Talita do Punk Reader e o outro selinho foi a Amanda do Confissões femininas.




Meta de leitura: Sei lá, uns 50 livros está bom demais pra mim. Até porque não sei o que vai ser de mim esse ano.
Primeiro do ano: Thorn Queen - Richelle Mead
Gênero que vou ler mais: YA, distopia e sobrenatural
Gênero que vou ler menos: Romances policiais
Lançamento internacional mais aguardado: City of lost souls e Second chance summer
Lançamento nacional mais aguardado: Delirium - Lauren Oliver
Lançamento de livro brasileiro mais aguardado: Não sei.. Errante sai esse ano, dona Juliana Giacobelli? Porque se for, então é o que mais quero ler.
Continuação de saga mais aguardada: Diários do vampiro - Midnight. Ai gente, depois de Almas sombrias eu estou louca pra saber o que vai acontecer com o meu Damon lindo.
Final de saga mais aguardado: Shadow heir - Richelle Mead. Gente, estou louca pra ler esse livro, mesmo tendo lido muitas críticas negativas dizendo que odiaram o livro. Quero saber da merda que a dona Eugenie vai fazer com o lindo do meu Dorian.
Próximas compras: Não vou comprar nada - pelo menos espero - mas como meu aniversário é sábado (14/01) estou aberta a receber presentes, haha.


Agora é com você!
1. Responder as perguntas no seu blog;
2. Indicar esse meme para mais 10 blogs;
3. Deixar o link das suas expectativas aqui embaixo!

Indico esse meme para: Juliana Giacobelli, Mirela (Int. Divas), Karine, Bookaholic world, Aline Gasparini, Marcela, Raphs, Vanessa, Sora, Amanda.

Selinho  

Sobre você:
Nome: Thais
Apelido: Thay
Signo: Capricórnio
Você está apaixonada/apaixonado? Não
Você já fugiu de casa? Não
Você ri de coisas bobas? Muito
Já beijou na chuva? Não
Você já teve o coração partido? Sim
Você já partiu o coração de alguém? Não tenho ideia
Você está sentindo saudades de alguém agora? Sim
Você já pensou em se matar? Não
Seu cabelo te odeia? Não sei, vou perguntar para ele, haha
Tem medo de escuro? Não mesmo!
Você tem tatuagem? Não mas quero fazer uma *-*

Sobre música:
Gosta de ouvir musica muito alta? Não muito.
Você lembra dele/dela quando escuta uma determinada musica? Sim
Banda Favorita: Lady Anterbellum.
Foi ao show da sua banda favorita? Não.
Música Favorita: Tem tantas..

Sobre cinema e TV:
Ama filmes de romance? Sim, muito.
Filmes de comédia ou terror? Amo comédia e terro também, quando é bom.
Filme Preferido: Um dia, Cartas para Julieta, Memórias de Uma Gueixa
Série Preferida: Hart of Dixie, The Vampire Diaries, Supernatural, Nikita.


Sobre literatura:
Gosta de Ler? Sim, sim e sim!
Um livro que marcou seu vida: Um dia
Um livro que você Odiou: Não sei.. já abandonei vários mas odiar é diferente. Não acho que odeio algum.

Colocar o Link de quem te indicou:
Confissões femininas

Indicar para 5 blogs:
 Juliana Giacobelli
Mirela (Int. Divas)
Karine (Girl Spoiled)
Marcela  (Ressaca literária)
Raphs (Doce encanto)

Pessoal, prometo que logo o blog voltará ao normal ok? Beijocas.

O que vou ler #3

Oi pessoal! Decidi fazer este post só para não deixar muito tempo sem atualização. Hoje é último dia de Fuvest então acho que amanhã estará voltando tudo ao normal. Fiquem com a lista de livros que pretendo ler nas próximas semanas.

Um homem de sorte - Nicholas Sparks
“Mas não estava em outra época e lugar, e nada daquilo era normal. Trazia a fotografa dela consigo há mais de cinco anos. Atravessou o país por ela.” “Era estranho pensar nas reviravoltas que a vida de um homem pode dar. Até um ano atrás, Thibault teria pulado de alegria diante da oportunidade de passar um fm de semana ao lado de Amy e suas amigas. Provavelmente, era exatamente isso de que precisava, mas quando elas o deixaram na entrada da cidade de Hampton, com o calor da tarde de agosto em seu ápice, ele acenou para elas, sentindo-se estranhamente aliviado. Colocar uma carapuça de normalidade havia-o deixado exausto. Depois de sair do Colorado, há cinco meses, ele não havia passado mais do que algumas horas sozinho com alguém por livre e espontânea vontade. (...) Imaginava ter caminhado mais de 30 quilômetros por dia, embora não tivesse feito um registro formal do tempo e das distâncias percorridas. Esse não era o objetivo da viagem. Imaginava que algumas pessoas acreditavam que ele viajava para esquecer as lembranças do mundo que havia deixado para trás, o que dava à viagem uma conotação poética. prazer de caminhar. Estavam todos errados. Ele gostava de caminhar e tinha um destino para chegar.

Amante eterno - J. R. Ward
Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre os vampiros e seus carrascos os redutores. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Possuído por uma besta letal, Rhage é o membro mais perigoso da Irmandade da Adaga Negra. Dentro da Irmandade, Rhage é o vampiro de apetites mais vorazes. É o melhor lutador, o mais rápido a reagir, baseado em seus instintos, e o amante mais voraz, porque em seu interior arde uma feroz maldição lançada pela Virgem Escriba. Possuído por esse lado sombrio, Rhage teme constantemente que o dragão dentro de si seja liberado, convertendo-o num perigo letal para todos à sua volta.


Amante desperto - J. R. Ward
Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Dentre eles, Zsadist é o membro mais assustador da Irmandade da Adaga Negra. Tendo sido por muito tempo um escravo de sangue, Zsadist ainda carrega as cicatrizes de um passado repleto de sofrimento e humilhação. Conhecido por uma fúria que não acaba e por atos sinistros, ele é um selvagem, temido igualmente por humanos e vampiros. A raiva é sua única companheira e o terror, sua única paixão... Até que resgata uma bela vampira das garras da maligna Sociedade Redutora. Bella sente-se imediatamente enfeitiçada pela ardente força que emana de Zsadist. Entretanto, mesmo quando o desejo de ambos começa a consumi-los, a sede de vingança de Zsadist contra os torturadores de Bella o leva à beira da loucura. Agora, Bella deve ajudar seu amante a superar as feridas de seu atormentado passado e vislumbrar um futuro ao lado dela...

E aí, vocês já leram esses livros? O que acharam? Me contem pelos comentários ok? Beijos e até mais!

Resenha: Beijada por um anjo 2 e 3 - Elizabeth Chandler

Alerta de spoilers do livro anterior 

Essa é uma série que desde o começo eu achei bem leve, simples e legalzinha mas ainda assim levei um tempo para tomar coragem de ler A força do amor. Talvez seja pelo fato de eu querer dar um tempo para os anjos – menos para o Gael, viu dona Juliana? O Gael será bem vindo a qualquer momento, haha – ou talvez pelo fato de a série ser um pouco fraca. Mas o que importa é que eu li.   Achei que a série evoluiu bastante mas ao mesmo tempo em que a estória se desenvolve de um jeito bom, fazendo o leitor se prender à trama, tudo começa ficar confuso. Eu fiquei muito confusa neste livro. Os mistérios são tantos que é impossível ter certeza do que está acontecendo e do motivo de tudo acontecer. Por outro lado, Ivy está mais feliz neste livro e Gregory parece se dar tão bem com ela..   Mas ao mesmo tempo em que Ivy está levando sua vida, Tristan está fazendo de tudo para protegê-la e sem ela nem ter noção disso. Lacey é uma das minhas personagens preferidas dessa série, ou a única, eu acho. Só sei que no momento em que o livro começa ficar bom surge algo de ruim. Não tem como contar porque seria spoiler, aliás, é difícil falar desse livro sem contar algum spoiler.. mas acho que para quem está curtindo anjos e quem curtiu Beijada por um anjo 1 deve ler este livro.
A resenha está curtinha porque, sério, não quero contar nenhum spoiler e o livro toda é continuação do primeiro, então..

Beijada por um anjo – Almas gêmeas não era exatamente como eu estava esperando. Acho que devido à leitura confusa do segundo livro eu esperava ficar mais confusa mas alguns fatos começaram a ser esclarecidos no início deste livro.
A vida de Ivy já tinha mudado desde a morte de Tristan e agora, neste livro, ela é perseguida pelo assassino de Tristan. Uma coisa é certa: dá para notar desde o segundo livro quem é o verdadeiro assassino então não tem tanto mistério quanto à identidade dele. Mas o que me deixou mais intrigada foram os motivos dele fazer tudo o que fez. Para falar a verdade, para mim, os motivos foram muito banais. Passou-me a ideia de a autora ter escrito isso só para se encaixar com o primeiro livro, mesmo não fazendo tanto sentido. Mas, de qualquer jeito, os mistérios foram resolvidos e isso foi muito bom. De todos os personagens o que eu mais gosto é a Lacey, o Phillip e o Will. O Will é uma gracinha que dá vontade de apertar.. é todo engraçado e desde o segundo livro venho nutrindo um carinho especial por ele. Já a Ivy e o Tristan nem falo nada porque, sinceramente, não esperava que eles fossem acabar daquele jeito.
Agora só me resta dar um tempo pra ler Destinos cruzados . Ah, pessoal, sei que a resenha está curtinha mas é que sinto que é muito chato soltar spoilers deste livro porque aí revela tudo. Mas como eu sempre venho dizendo: se você está procurando ler um livro leve, simples e curto essa série pode ser uma ótima ideia.


  • Resultado da Promoção  de Natal
E as sortudas foram: Paula C., Nique Souza, Mariana Gadelha. Parabéns!

Fique Ligado #3

Oi pessoal. Eu estava com preguiça de fazer post mas depois de sair do forno a capa de City of lost souls eu simplesmente tinha que mostrar pra vocês. Vou aproveitar pra mostrar alguns lançamentos de Janeiro. Espero que gostem :)



Tudo bem que eu não gostei muito do fim de City of fallen angels mas isso não quer dizer que eu não estava ansiosa para CoLS. Até porque já to sentindo TANTA falta do Jace.. Mas agora com essa capa revelada, OMG, eu ainda estou babando aqui. Essa foi a MELHOR capa de toda a série! Pelo menos eu achei isso. Continuou no mesmo estilo das anteriores mas o melhor dessa capa é sem dúvida o cara loirinho maravilhoso lindo de morrer... claro, depois de uns 10 minutos babando nele aí sim você nota a Clary, haha! De qualquer jeito, eu amei. Animou demais minha semana.

Agora só para vocês ficarem com aquela vontade de ler CoLS, vou colocar alguns teases que li há um tempo no site UP Brasil.

"Sebastian nunca faz nada somente por diversão.” Jace tomou as mãos de Clary e a puxou em sua direção. “Mas eu faço.”

"Magnus fez um barulho suave e prazeroso, e agarrou a parte de trás da camisa de Alec.”

Quero TANTO ler essas partes fofas do Jace com a Clary, do Alec com o Magnus (own *-*).. Maio, chega logo!

Silêncio - Becca Fitzpatrick
Nora Grey não consegue se lembrar dos últimos cinco meses. Depois do choque inicial de acordar em um cemitério e descobrir que ficou desaparecida por semanas, ela precisa retomar sua rotina, voltar à escola, reencontrar a melhor amiga, Vee, e ainda aprender a conviver com o novo namorado da mãe. Em meio a tudo isso, Nora é assombrada por constantes pensamentos com a cor preta, que surge em sua mente nos momentos mais improváveis e parece conversar com ela. Alucinações, visões de anjos, criaturas sobrenaturais. Aparentemente, nada disso tem a ver com sua antiga vida. A sensação é de que parte dela se perdeu. É então que o caminho de Nora cruza o de um sexy desconhecido, a quem ela se sente estranhamente ligada. Ele parece saber todas as respostas… e também o caminho até o coração de Nora. Cada minuto a seu lado confirma isso, até que Nora se dá conta de que pode estar apaixonada. De novo. “O relacionamento tempestuoso entre Nora e Patch, o típico bad-boy, é verdadeira e perturbadoramente sedutor.” Publishers Weekly


Shadowspell - O misterioso reino de Avalon (Jenna Black)
Magia, ilusão, ameaças... Dana descobrirá o preço da liberdade O reino de Avalon nunca mais será o mesmo. Um grupo de caçadores bárbaros liderados pelo poderoso Erlking está a caminho do reino e promete causar a destruição total do único lugar em que humanos e feéricos convivem em harmonia. Porém, nem tudo está perdido. Dana Hathaway, uma faeriewalker com a capacidade rara de viajar entre os dois mundos e a única pessoa que pode levar magia ao mundo humano e tecnologia ao reino de Faerie, é obrigada a selar um pacto sombrio com o Erlking, que pode colocar a perder todos os seus poderes, deixando-a vulnerável perante um inimigo sedutor. Magia, sedução e muito suspense estarão presentes na vida de Dana, que nunca mais será a mesma...

Big Bang a Teoria - Guia não autorizado da série (George Beahm)
Escolha seu lugar no sofá e prepare-se para desvendar os mistérios do universo de Big Bang, a Teoria. Você não precisa ser um físico para entender por que a série Big Bang, a Teoria, com mais de 14 milhões de telespectadores, é uma das mais populares dos últimos tempos. Quatro nerds e uma garota atraente em uma comédia calculada com resultados sagazes e hilários! Este livro conduz a um grande mergulho pelo universo da série. Você poderá conhecer detalhes a respeito dos personagens e de cada episódio, descobrirá um pouco mais sobre os locais em que se passam as histórias (desde o sofá da casa de Sheldon e Leonard até o espaço sideral) e vai rir muito com as cenas engraçadas dos bastidores. Para completar, o livro traz dicas para você explorar o nerd que existe em você e um guia com as principais referências culturais e científicas usadas nos episódios.


Estou mega ansiosa pra ler a continuação de Glimmerglass. Também quero muito ler Silêncio. Espero que tenham gostado do post e principalmente, gostado da capa de CoLS porque.. sempre fiquei reclamando que não tinha uma capa com Jace com Clary e a Cassandra atendeu minhas preces \o/ Estou mais do que satisfeita com isso. Então até mais ;)

Resenha: Filha da tempestade - Richelle Mead

Sinopse: Eugenie Markham foi contratada para resolver um novo caso: o rapto de uma adolescente. O problema é que a menina não está presa no mundo dos humanos: ela foi levada para o Outro Mundo, habitado por nobres, criaturas mitológicas e almas perdidas, um lugar desconhecido e traiçoeiro. Mas Eugenie é uma poderosa xamã e já está mais do que acostumada a combater espíritos. Antes de fazer essa perigosa transição, ela acaba conhecendo Kiyo, por quem fica atraída de forma incomum. Após uma noite tumultuada e excitante, seus sentimentos estão confusos. Sem conseguir tirá-lo da cabeça, mesmo depois de dias, Eugenie parte para o Outro Mundo. O que era para ser uma missão breve e tranquila se torna uma grande reviravolta em sua vida. Contra a vontade, ela percebe que está cada vez mais conectada ao mundo que sempre odiou e também aos nobres — em especial a Dorian, um rei sedutor e ambicioso. Mas seu corpo ainda deseja Kiyo, e ela se vê mergulhada num ardente triângulo amoroso.
Em Filha da Tempestade, Richelle Mead começa a apresentar uma nova face mágica de sua literatura: uma terra dividida em reinos, embates entre monarcas, uma profecia de guerras e conquistas, e uma herança revelada, com ambientes carregados de magia, sensualidade e luta pelo poder. Nesta nova série, a autora se volta para um público mais maduro, com um texto cheio de referências ao mundo pop contemporâneo, mas sem abrir mão de altas doses de fantasia e humor.
O que eu tenho pra dizer sobre esse livro? Eu não sei. Pode ser que a resenha saia confusa, cheia dos meus surtos típicos de quando me apaixono por um livro. Mas seria totalmente verdade. Essa série me conquistou desde os primeiros capítulos de Filha da tempestade.
Eugenie é uma xamã e faz trabalhos remunerados nos quais ela tem que banir espíritos e/ou Nobres para o Outro mundo ou mesmo para o Submundo. Os Nobres são fadas e geralmente Eugenie tem que lidar com as visitas para o nosso mundo dessas criaturas e bani-las devido aos estragos que causam. Mas, do nada, as coisas começam mudar para Eugenie. Durante um trabalho, ela descobre que o seu verdadeiro nome – Eugenie Markham – está sendo rodado no Outro mundo sendo que todos conheciam ela apenas pelo nome Odile Cisne Negro. E pior, do nada as criaturas vem procurá-las e, estranhamente, começam a assedia-lá sexualmente. Ao mesmo tempo em que isso ocorre, ela também conhece um homem em um bar e eles se conectam logo que se conhecem. Mas esse rapaz misterioso que a abalou tanto parece manter segredos dela e a ideia de ela ter se relacionado com um ser do Outro mundo começa a atormentá-la. Ainda mais porque ela não consegue tirá-lo da cabeça..
Não tem como fazer um resumo do livro para vocês porque são tantas coisas, tantos spoilers, que ficaria muito chato na hora de vocês lerem. Mas como este é o primeiro volume de uma série, é fácil de adivinhar que é o “livro revelação” no qual vários segredos vão ser revelados, a identidade da própria protagonista, e onde começa a se dar o rumo da trama.
Bem, como eu não suportei e tive que procurar por algum ebook para ler os outros livros  - e infelizmente ou felizmente encontrei – fico tentada a fazerem vocês todos conhecerem essa série. Pode ser que o primeiro livro seja mais pesado no que se diz a respeito de informações e mistérios mas a dona Richelle sabe muito bem lidar com tudo isso e, acreditem ou não, fica melhor a cada livro.
O livro tem muitas passagens hot mas não é nada ruim, pelo contrário, eu não achei exagerado nem nada. Além disso, é claro que tem aqueles personagens que faz você se apaixonar. Uns logo de cara, outros não. Admito que o cara misterioso do bar me chamou a atenção, aliás, o Kiyo era bem legal nesse primeiro livro mas quando surgiu um rei Nobre enigmático, o divertido, o cara sempre cheio de piadinhas, sagaz, misterioso, encantador, inteligente.. enfim, poderia continuar uma lista com adjetivos que seriam perfeitos para o lindo do Dorian. Mas como sempre, eu fico atenta aos personagens e com Dorian não foi diferente. Dorian é ambicioso e ao decorrer dos livros ele mostra algumas das suas melhores qualidades como também alguns dos seus defeitos. Mas fica aqui meu aviso: não é porque o Dorian é ambicioso que eu larguei de gostar dele. Aliás, ele parece ser um dos únicos personagens da trama que realmente entende as consequências de tudo e ainda é sincero - na maioria das vezes. Ele é sim calculista mas, pelo amor de Deus, ele é um rei poderoso então não se pode esperar menos dele. *momento-eu-estou-meio-que-chateada-com-o-que-acontece-nos-outros-livros-da-série*
Então como puderam ver, tem dois caras na vida de Eugenie – dois por enquanto já que no segundo livro entra o idiota do Leith na jogada. Mas não é bem um triângulo amoroso. Parece mais uma balança. Uma hora as coisas dão bem certo com Kiyo enquanto outras horas Dorian parece ser o que mais a entende. Também tenho que falar que tem vezes que dá raiva da Eug porque ela não aceita muito bem a vida dela, o seu papel em tudo isso e eu não estou dizendo isso porque quero que os outros personagens controlem ela. Mas as vezes ela é só muito indecisa fazendo com que fique mais claro que tanto Kiyo – com seu instinto animal – quanto Dorian – o monarca poderoso – são os homens que querem e as vezes conseguemcontrolá-la. E isso é outra coisa chata, esse controle desses caras dá uma raiva.. Mas é engraçado ver esse controle que exercem sobre ela, ainda mais nas cenas de sexo.
É um livro extraordinário cheio de humor, fantasia, personagens bem construídos.. Tudo bem típico da Richelle só que tudo voltado a um público mais maduro. Como eu disse, pode ser que este primeiro livro encantem vocês logo de cara como também pode acontecer o contrário mas, caso ocorra o segundo, recomendo que não desista da série até porque eu mesma já li o segundo e terceiro volume e com certeza melhora demais. Também quero deixar claro que tem uma diferença marcante nessa série com Vampire Academy. VA era surpreendente mas ainda assim, os acontecimentos não saíam tão diferentes do que o esperado. Já em Dark Swan, o que você menos espera pode acontecer e estou falando sério nisso. No segundo livro é um misto de emoções ainda mais perto do final e o terceiro tem muitas reviravoltas. Muitas delas não me agradaram mas acho que o livro não foi escrito para agradar todo mundo em todas os acontecimentos. Então quando digo que fiquei ainda mais encantada com Richelle Mead, não estou mentindo. Ela é genial e por mais que tenha situações dos livros que eu gostaria que não acontecesse daquele jeito, eu não mudaria em nada porque quando o autor é bom e sabe o que está fazendo, o leitor confia e sabe que não vai se decepcionar.

E só para deixar ainda mais claro minha posição no que se diz a respeito de rapazes, não importa o que acontecer nos próximos livros.. vou ser team Dorian sempre porque depois de Thorn Queen e pior, depois de Iron Crowned o Kiyo não merece mais o meu respeito. Raposa idiota.