Resenha: A culpa é das estrelas - John Green

Sinopse: Em A Culpa é das Estrelas, Hazel é uma paciente terminal de 16 anos que tem câncer desde os 13. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.
Estou totalmente ciente de que esta resenha não fará jus ao livro. Mas, ainda assim, não tem como não surtar e compartilhar meus sentimentos durante a leitura.
A Culpa é das estrelas me conquistou desde a primeira página. A Hazel tem um humor marcante, principalmente com o seu estado atual. Sendo uma paciente terminal, ela não se importa em agradar aos outros – a não ser seus pais . Seu ídolo é um autor que nem sabe que ela existe, escritor de um livro chamado Uma Aflição imperial. Hazel perdeu as contas de quantas vezes já leu este livro, e todas as vezes ela sente um vazio devido ao final inusitado. Em parte, acredito que este é o motivo de o leitor, logo no início, se encantar pela personagem. É legal ver que ela também é viciada em livros. Mas este é apenas um dos motivos de ela ser uma personagem espetacular. A maioria dos motivos são inexplicáveis, você apenas gosta dela e pronto. Para mim, parecia que cada frase que Hazel falava ou pensava era genial, tanto que grifei muitos diálogos e pensamentos dela. Na maioria, são bem profundos – à respeito da vida e da doença que ela tem – já outros são engraçados.
Outro personagem super importante na trama é o Augustus Waters. Ele mexe com você desde a primeira aparição. Ele é aquele personagem que te encanta, que te faz suspirar e que quando você vê, já está totalmente envolvida com ele. Ele é engraçado, fofo, uma gracinha.. Me vi relendo várias vezes os diálogos entre ele e Hazel, sempre tentando encontrar algo mais escondido naquelas frases.
Tem vários outros personagens legais, que também cativam o leitor, mas não quero estragar a surpresa para aqueles que ainda não leram. Este é aquele tipo de livro que, apesar de você ler várias resenhas, você ainda acaba se surpreendendo. John Green me surpreendeu e muito. Sua escrita é leve, gostosa, cheia de significado. Cada frase é uma quote, uma mensagem para o leitor. Apesar do tema teen e da linguagem não tão formal, é um livro que te faz sentir respeito por ele. Quase como se fosse sagrado. Então, obviamente que fiquei surpresa quando percebi todos os meus sentimentos pelo livro, pela escrita de Green e tudo o mais. Até porque não é qualquer livro ou autor que ganha o meu respeito e apreço.
Depois que terminei a última página, me senti como uma órfã. Reli várias frases, folheei novamente o livro e me senti com vontade de recomeçar. A culpa é das estrelas é um livro incrível, com um tema comum mas que foi desenvolvido de maneira genial. Como o Markus Zusak disse, A culpa é das estrelas te fará rir, chorar e ainda querer mais. Aliás, já estou louca para ler mais livros do John.
Então, se você está louco para ler este livro, não espere nem mais um minuto. Prepare-se para um turbilhão de sentimentos e mergulhe de cabeça nesta história fantástica de dois jovens que farão você refletir por um bom tempo.

Entrou para os favoritos

Publicado pela Intrínseca || 288 páginas || Adicione à sua estante do Skoob || Compre!

Resenha: Amada Imortal - Cate Tiernan

Sinopse: Primeiro livro de bem-sucedida trilogia, mistura fantasia sobre imortais a uma história moderna de jovem em busca de si mesma e de redenção. Questões de identidade e moralidade aparecem na trama, protagonizada pela imortal Nastasya. Nascida em 1551, acostumada a beber e sair para baladas cada vez mais loucas, ela perdeu o rumo. Suas conexões com outros imortais, interessados apenas em suas habilidades mágicas, a fazem partir em busca de um propósito. E o encontra em uma espécie de clínica de reabilitação para os de sua espécie, onde conhece um pouco mais sobre o próprio passado e cria importantes laços para o futuro.
Em Amada Imortal somos apresentados ao mundo da imortal Nastasya. Com mais de quatrocentos anos, ela gasta sua vida ao lado dos amigos, também imortais, sem nunca se importar com nada. Até que seu amigo, Incy, usa magick forte sendo que Nasty não sabia que ele era capaz disto. Depois disso, Nasty está certa de que o melhor é afastar-se destes amigos e tentar viver uma vida nova bem longe deles. É então que surge a ideia de encontrar River, sem nem ter ideia do que a está esperando lá. Em River’s Edge ela conhecerá imortais cujo intuito é voltar-se para o bem, e é então que Nasty pergunta-se se está no lugar certo. Ela reverá um velho conhecido e terá que encontrar seu auto-controle.
Devo admitir que no começo eu achei meio que nada demais. Não me cativou logo no começo pois o leitor ainda está sendo apresentado à personagem. Aliás, demora um pouco para acostumar-se com ela, com seu humor, com sua história. Mas quando isto acontece, você fica inteiramente ligado à Nasty. Ela vai revelando seu passado aos poucos e aí sim o leitor é totalmente surpreendido. Nasty é cativante, engraçada e espontânea. Gostei muito da personagem, de verdade.
Além dela, tem outros personagens que eu tive um interesse enorme. Reyn com certeza é um deles. Ele é um personagem que vai te surpreender e muito, assim como também vai te fazer suspirar. Já Incy é aquele personagem que você fica pensando: "quem é ele?" Passei um tempo tentando descobrir, criando teorias, mas não consigo ter nenhuma ideia. Obviamente, somente alguns personagens são revelados ao longo do livro, assim como também não são totalmente revelados. Ainda teve alguns "buracos" no livro, como a marca do talismã, e eu também já estou criando teorias para isso. Claro, estes "buracos" e mistérios que ainda pairam no ar são essenciais para a continuação da história, já que este livro faz parte de uma trilogia.
Achei a ideia da autora sensacional! Sinceramente, apesar de imortais pipocarem em livros – sejam eles vampiros, anjos, ou somente imortais – a Cate soube desenvolver bem os seus Imortais, informando o leitor toda a história deles. Neste aspecto, creio que a Cate não pecou em nada. Mas como eu disse, alguns mistérios ainda deixaram no ar para os próximos livros.
Estou verdadeiramente muito ansiosa para ler Darkness Falls, que é o próximo volume da trilogia. Como podem ver, fiquei realmente fascinada pelo livro. Apesar de alguns livros de imortais não terem me agradado em nada, Amada Imortal conseguiu me prender no decorrer do livro. Recomendo para todos aqueles que curtem um sobrenatural diferente mas que não deixa a desejar. Sério, vale muito a pena!

Entrou para os favoritos!

Publicado pela Galera Record || 280 páginas || Adiciona à sua estante do Skoob || Compre

Promoção: Love Story


Oi pessoal! Trago aqui mais uma super promoção para vocês em parceria com a Editora Pandorga. Desta vez, é um livro super fofinho de uma autora super querida. Para quem ainda não leu a resenha do livro, basta acessar este link aqui. Para participar da promoção do exemplar do livro, basta seguir as regrinhas básicas de sempre.


Regras obrigatórias:
.: Seguir o blog publicamente;
.: Deixar um comentário qualquer neste post.

Entradas extras (só serão liberadas quando você cumprir as obrigatórias):
.: Seguir o meu twitter (@thayscilla);
.: Seguir o twitter da Editora (@EditoraPandorga);
.: Curtir a página do facebook da Editora (Link aqui);
.: Divulgar a promoção no twitter - tem um mecanismo específico do formulário para esta entrada extra.

Qualquer dúvida me contatem via twitter!

A promoção irá até o dia 22 de Setembro. Boa sorte para todos!

a Rafflecopter giveaway

Resenha: Sob a luz da Lua - Andrea Cremer



Sinopse: Best seller do New York Times, Sob a luz da lua, é o primeiro livro da série Nightshade, de Andrea Cremer. A protagonista Calla Thor não é uma menina normal, e sempre soube que seu destino seria se unir a Ren Laroche, sendo sua fiel companheira até o último dia de suas vidas. Só que Calla, assim como Ren, é tão humana quanto loba. Alfa dos Nightshades, ela é responsável pelo bem estar e segurança dos outros integrantes de seu grupo e deve obediência aos Defensores, feiticeiros que vigiam os humanos desde tempos imemoriais. Tudo estaria a salvo se não fosse Shay Doran, um misterioso humano que faz Calla transgredir as severas leis que regem seu mundo e colocar em risco não só a sua vida, mas a de todos aqueles que ama. O segundo volume da série acaba de ser lançado nos Estados Unidos e também já está na lista de mais vendidos do New York Times. No site da autora www.andreacremer.com a seção Sound Scripts cria uma trilha sonora para acompanhar a leitura do livro, capítulo a capítulo.

Devo dizer que tinha uma curiosidade imensa sobre o livro mas nunca arranjava coragem para lê-lo. Fui surpreendida logo no começo pois achei a ideia do livro fantástica.
Este livro é sobre lobos. No lugar onde Calla mora tem duas matilhas – os Nightshade e os Bane. Cada matilha é responsável por uma área da cidade, e tem o intuito de manter a cidade protegida dos Inquisidores. Ambas as matilhas de Guardiões são controladas e supervisionadas por Defensores, e estes são os responsáveis por toda a mágica assim como também decidem as estratégias e tudo mais. Neste contexto, Calla está perto de cumprir o seu dever como alfa fêmea Nightshade. Ela deve-se se unir a Ren – o alfa macho Bane – para assim surgir a terceira matilha que tem como nome Haldis. Calla não é exatamente o que se espera de uma alfa fêmea, mas ainda assim, Ren tem um interesse especial nela. Mas as coisas estão prestes a mudar quando Calla conhece Shay, um humano por quem ela desenvolve sentimentos. Mas Shay não é apenas um humano qualquer. Junto com ele, Calla vai tentar descobrir mais sobre suas histórias ao mesmo tempo em que seus dias de liberdade estão contados por causa da união e da formação da nova matilha.
Acho que a parte da minha surpresa foi devido a eu não ter lido muitas coisas sobre o livro. Obviamente que li resenhas mas foi há tanto tempo que não me lembrava de muitas coisas.. mas eu realmente gostei de ser surpreendida. A autora soube perfeitamente os momentos certa das revelações de segredos e soube separar bem os pontos altos da trama.
Apesar de ter me encantado com o contexto, devo dizer que alguns personagens começaram a me irritar perto do final do livro. Logo de cara não gostei do Shay. Não sei explicar, só sei que ele parecia muito "de boa" com tudo, aquele tipo que não liga com as consequências e que não tem a mínima ideia de onde está se metendo. E, tudo bem, tenho que concordar que se Shay não aparecesse na trama não teria livro. Até porque o lado rebelde da Calla só aparece quando está com ele.. Mas enfim, eu gosto da ideia de ver a personagem sofrer com casamento arranjado e nesse livro é mais ou menos isto que acontece. Então quando o Shay aparece eu meio que fiquei triste pelo Ren. E também, Ren é um dos personagens mais legais do livro então como eu poderia não virar team Ren? Sinceramente, não sei o que vai acontecer com os casais.
Apesar de, como eu disse, alguns personagens me irritarem em alguns momentos, eu gostei do final. Não foi surpreendente como o início do desenrolar da trama mas não foi ruim. Quero ler o próximo livro (Wolfsbane) mas não tenho altas expectativas. Mas se vocês curtem um sobrenatural e ainda estão a procura de algo diferente, indico este livro. Acredito que vocês possam gostar pois tem um contexto totalmente diferente do que estamos acostumados.

Wolfsbane será lançado aqui no Brasil ainda este ano pela editora Galera Record.


Publicado pela Galera Record || 462 páginas || Adicione à sua estante do Skoob || Compre

Cobertura Bienal do Livro de SP por Maria Silvana





Olá Galerinha, prazer sou a Máh do blog Felicidades nos Livros.
E estou aqui no ThayPriscilla como convidada para falar sobre a 22º Bienal dos livros que aconteceu em São Paulo, que infelizmente ela não pode estar comparecendo e fui uma das três sortuda que ganhou um ingresso |õ| e me ofereci para estar fazendo o post para ela.
Vou falar meu ponto de vista.
Fui três dias, no dia 10-08 especialmente para ver a escritora: Samanta Holtz autora do livro "O Pássaro" valeu a pena ela é uma fofa!
Nesse dia já tinha bastantes pessoas e muita empolgação no ar, todos ansiosos e muitas vezes sem nem sabe para que lado ir - falo isso como algo pessoal, andei, andei e andei e sempre sai no mesmo lugar - verdade por mais que andava quando parava estava no stand do Novo Século e perturbava a Sam.
Fui nos dias 12 para pegar autógrafos em três livros do André Vianco e nesse dia tinha mais pessoas afinal era um sábado os stand estavam lotados principalmente a "TOP 10" como o nome já diz os livros saem à 10.00 cada! A "Livraria São Marcos" que na verdade é um sebo, caramba tinha livros lá a partir de 3,00 isso mesmo e livros novos atuais e bem mais baratos eu me segurei mais minhas amigas compraram alguns livros, levei os meus para serem autografados e ainda me encontrei com esses escritores: Iris Figueiredo, Graciela Mayrink, Martha Argel, Thalita Rebouças, Mauricio de Sousa, Vanessa de Cássio, Tammy Luciano...
Enfim fui no dia 19 o último dia da Bienal, pense num local lotado e multiplique por dois assim estava lá, não faço a menor ideia do tamanho do Anhembi, mas que lá é grande isso sim.
A Má sem querer acabou
conseguindo encontrar o logo
aqui do blog. Acharam ele?

Tenho certeza que não fui em todas editoras e nem encontrei com alguns escritores que queria mesmo estando no mesmo dia, todavia aproveitei muito, conheci novas pessoas, blogueiros e escritores entre eles Ana Flávia Abreu, Dennis Vinicíus, Babi Dewet, Fabiana Cardoso, Bento de Luca, Fernanda Saads, Mallerey Cálgara todos eles são muito simpático e gente da gente.
As editoras estavam todas com descontos bons, mas só comprei dois livros meu R$ foi com passagem e comida e na Novo Conceito qualquer livros estavam saindo por 16 reais.
Praça de alimentação: como sabemos em locais fechado os alimentos são muito caro e sem muita opção mais se você está com fome e não levamos lanche só resta pagar o valor cobrado e no fim o valor que gastei comendo daria para comprar dois livros. Por que eu como e para quê?
Desabafando: No dia 12 uma amiga ficou com dor de cabeça e não levou comprimido, pediu informação de onde poderia estar adquirindo e as pessoas não souberam informarem, conseguiu um com uma escritora. Só no último dia foi que descobrir que tinha posto médico mesmo assim em um local mal localizado porque procurei e não achei de forma alguma.
Achei isso um absurdo por ser tratar de um evento tão imenso e com tantas pessoas, apesar de que duas vezes eu vi bombeiro circulando pelo local.
Bem é isso galerinha, espero que tenha gostado do post e aqui deixo vocês. 
Beliscões carinhosos da Máh xD

Resenha: Belo Desastre - Jamie McGuire

Sinopse: A nova Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade. Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa – e deseja – evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento de Travis pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura.
O livro começa com a ida de Abby a uma luta clandestina na faculdade. Lá ela conhece Travis “Cachorro Louco” Maddox, o fodão da faculdade que ganha todas as lutas. Quando Abby está no refeitório com seus amigos, Travis aparece e logo começa a paquerar ela, mostrando-se claramente interessado em descobrir mais sobre esta garota reservada e que fica lhe recusando. Com o passar do tempo eles se tornam amigos mas o que Abby não esperava era que uma simples aposta poderia mudar tudo. Ela terá que aprender a lidar com o humor oscilante de Travis, com suas manias e, principalmente, terá que aprender a perdoá-lo. Mas como fazer isto justo quando ela deixou sua vida anterior para trás fugindo de tudo o que Travis representa?

Depois de ler algumas resenhas e quase enlouquecer com a timeline toda só falando deste livro, decidi comprar para conferir. Resultado: mais uma viciada louca que provavelmente fará uma resenha surtada, então tenham paciência comigo.

Mesmo lendo resenhas, eu não sabia quais eram as minhas expectativas para o livro. E tenho que dizer: AMEI cada página. Desde a primeira página o livro me conquistou e isto só cresceu durante a leitura. A escritora tem uma narrativa fluida e gostosa com uma linguagem clara e simples e que deixa o leitor ávido por mais. E é tão verdade isto pois quando percebi que estava acabando tentei ler mais devagar para não acabar logo, e foi uma tortura! Mesmo depois de terminar o livro, a vontade é recomeçar tudo de novo, juro!
Os personagens são simplesmente incríveis. A autora construiu muito bem cada personagem, com suas características marcantes e sua história. Abby é aquela personagem legal, descontraída, mas que às vezes você tem vontade de estapeá-la por causa das suas decisões. Já o Travis, ele é aquele personagem pra lá de problemático mas que conquista de cara aquelas leitoras loucas por caras mal-caráter, briguento, ciumento, etc. E um dos conflitos iniciais do livro é se Abby conseguirá muda-lo. Obviamente que o personagem é assim então pode sim haver algumas mudanças em suas escolhas e costumes mas o legal é que a autora não fez um Travis novo ao decorrer da história. No final, ainda era o mesmo Travis de antes, um pouco mudado sim, mas que ainda lhe arranca suspiros.
Outros personagens são importantes na trama como a America e o Shepley. Ambos convivem com Abby e Travis e passam por toda o desenvolvimento deste casal. E, embora eu tenha gostado de ambos, em alguns momentos America também me decepcionava. Às vezes ela era do contra, as vezes ela apoiava Travis, enfim, essa mudança de lado não é legal mas isso não afetou o meu gosto pelo livro. Já Shep, adorei ele!
E, embora que na vida real esta dependência entre casais seja muito desgastante e possa se transformar em algo realmente ruim, no livro não foi tão estranho. Acho que este sentimento de compreensão foi devido ao Travis pois ele é tão problemático que não é de se estranhar que ele se torne possessivo, ciumento e dependente da Abby. Foi muito fofo sim na ficção porém não acho que sentiria o mesmo caso testemunhasse um caso real.
Enfim, o livro é muito bom. Superou todas as minhas expectativas e me deixou viciada demais. Senti um aperto no coração no final pois não queria acabar. Mas para a minha felicidade a autora escreverá o livro pelo ponto de vista do Travis então já estou ansiosa para ler. Até porque Belo Desastre é aquele tipo de livro que dá para ler em qualquer hora, ele te distrai e te faz suspirar/sofrer/chorar com o desenvolvimento do relacionamento entre o Travis e a Abby. Recomendo para todos. Aliás, se ainda não tem, compre já o seu!

Entrou na lista de favoritos


Publicado pela Verus || 392 páginas || Adicione à sua estante do Skoob || Compre! 

Resenha: Starters - Lissa Price

Sinopse: Seu mundo mudou para sempre. Callie perdeu os pais quando as guerras de Esporos varreu todas as pessoas entre 20 e 60 anos. Ela e seu irmão mais novo, Tyler, estão se virando, vivendo como desabrigados com seu amigo Michael e lutando contra rebeldes que os matariam por uma bolacha. A única esperança de Callie é Prime Destinations, um lugar perturbado em Berverly Hills que abriga uma misteriosa figura conhecida como o Old Man. Ele aluga adolescentes para alugar seus corpos aos Terminais — idosos que desejam ser jovens novamente. Callie, desesperada pelo dinheiro que os ajudará a sobreviver concorda em ser uma doadora. Mas o neurochip que colocam em Callie está com defeito e ela acorda na vida de sua locadora, morando em uma mansão, dirigindo seus carros e saindo com o neto de um senador. Parece quase um conto de fadas, até Callie descobrir que sua locatária pretende fazer mais do que se divertir — e que os planos de Prime Destinations são tão diabólicos que Callie nunca podia ter imaginado...
Não pretendo fazer nenhuma breve sinopse do que acontece neste livro porque este é aquele tipo de livro que seria ótimo você ler sem ter ideia alguma do qu está por vir. Aliás, foi assim que aconteceu comigo. Eu li algumas resenhas e sinopses bem por cima então quando comecei a leitora fui surpreendida.
A autora nos mostra como o mundo chegou ao estado em que se encontra no livro, os desenvolvimentos tecnológicos e a Guerra dos Esporos.. Mas ela narra apenas o suficiente para você se situar no tempo e no espaço. O fator que intriga o leitor é a situação das pessoas. A relação Starters e Enders também nos é mostrada conforme Callie vai tomando suas decisões. Aliás, este é um ponto alto do livro: Callie faz tudo o que faz pelo bem estar do seu irmão. Simplesmente todas as ações ou decisões que ela toma ela pondera e vê como isto pode atingir seu pequeno irmão, o Tyler.
Mas, sem dúvida, o acontecimento do livro que deixar você aflito demais é quando a Callie descobre que a conexão da Helena com seu corpo não está bem. Este vai e vem de Callie e Helena deixa o leitor louco por mais. Você fica sem ter ideia do que pode ter acontecido e isto mexe com você. E depois, conforme Callie vai descobrindo os planos de Helena, sem ter nem ideia do porquê.. Enfim, é aquele tipo de livro que você não consegue parar de ler nem por um segundo.
Também tem romance no livro – para aquelas leitoras como eu que não dispensam o drama de um casal. E, tudo bem, acho que este foi a maior surpresa de todas do livro. Sério! Você nem imagina que aquilo poderia acontecer.. tipo, é o momento choque do livro. Vocês saberão quando lerem. E esta descoberta da Callie é um dos mistérios que não foram revelados e que deixam em aberto para o próximo livro que tem como título Enders. É um final chocante mas bom demais. Só me deixou na vontade de ler o próximo livro.

Publicado pela Novo Conceito || 368 páginas || Adicione à sua estante do Skoob || Compre

Resenha: Love Story - Jennifer Echols

Sinopse: Para Erin Blackwell, estudar escrita criativa na faculdade dos seus sonhos em Nova Iorque é mais do que uma oportunidade para conquistar suas ambições, é sua passagem para longe das lembranças trágicas que acompanham a fazenda de cavalos de sua família no Kentucky. No entanto, quando ela se recusa a estudar administração e cuidar da fazenda, sua avó decide oferecer o dinheiro da faculdade e a prometida herança de Erin ao seu lindo cavalariço, Hunter Allen. Agora Erin precisa conseguir um estágio e trabalhar até tarde em uma cafeteria para tornar seu próprio sonho realidade. Ela deveria desprezar Hunter… mas por que ele entrou de surpresa em seus pensamentos como o herói de seu último dever de casa? No dia em que ela está compartilhando a história com a turma, Hunter aparece. E entra no grupo. E depois que ele lê sobre si mesmo na história, as fantasias íntimas de Erin são dolorosamente expostas. Ela espera persuadi-lo a não revelar seu segredo para o grupo, mas Hunter prepara sua própria vingança criativa e escreve histórias sensuais que deixam a sala inteira curiosa e enchem o coração de Erin de desejo. Agora ela não está apenas imaginando o que poderia ter acontecido, está escrevendo um fim completamente novo para seu romance com Hunter... Só que essa história pode se tornar realidade.
Este livro conta a história de Erin, uma garota que resolveu contrariar a avó somente para poder realizar o eu sonho de se tornar escritora. Com isto, a pobre garota realmente virou pobre. Deixou toda a riqueza de sua avó para trás e partiu para NY, tendo que trabalhar e estudar para se manter na faculdade. Na ula de escrita criativa, ela escreve sobre uma moça rica e seu cavalariço e, o que parecia ser um simples conto para a aula de escrita criativa, acaba por se tornar um meio de Hunter chantageá-la. Erin jamais pensara que Hunter leria aquele conto, mas para o azar dela – ou sorte – o verdadeiro cavalariço está de volta em sua vida.
Como uma fã apaixonada e viciada nos livros da Jennifer Echols, eu estava morrendo de ansiedade para ler Love Story. Li várias resenhas onde as pessoas comentavam que, em comparação a outros livros da autora, este era o mais fraquinho. Mas eu tinha que ler e ter minha própria opinião e conclui que é um dos melhores livros dela. Porém, dei quatro estrelas porque, apesar de o livro ser todo bem escrito e com uma trama super legal, o final não foi tudo aquilo que eu esperava. Acho que se fosse melhorzinho, se tornaria favorito.
Os personagens são muito bem criados. Como é de costume nos livros da Jennifer, sempre há alguns mistérios/mentiras sobre os personagens e tudo vai sendo desvendado no decorrer do livro. Uma das coisas legais nos livros da Jennifer é que você começa a criar suposições para os mistérios mas é quase impossível desvendá-los. É tudo tão surpreendente que é impossível largar o livro. Então para os livros da autora tem que ter coraçãozinho forte porque oque ela brinca com a gente, não fácil não! *aguentacoração*
Eu SEMPRE gostei dos personagens masculinos criados pela autora e com o Hunter não foi diferente. Fiquei um pouco decepcionada com ele no final mas senti a mesma coisa pela Erin. Apesar disto, são personagens excelentes, super bem criados, com características peculiares. E o modo que o casal vai sendo desenvolvido, é fantástico. Simplesmente adorei.
Gostaria de explicar exatamente o porquê de eu não ter dado cinco estrelinhas mas é inexplicável. Eu adorei o livro todo mas achei que o final poderia ser melhor explorado. Além disso, minha decepção com o Hunter também interferiu na nota final. Mas, apesar de eu estar dizendo isto, não quero que vocês desanimem. É m livro gostoso, rápido de ler – li em menos de um dia. A leitura flui muito bem e a diferença neste livro da Jennifer é que os protagonistas estão fazendo aula de escrita criativa então sempre tem os textos escritos por eles. É muito legal! Com certeza é uma leitura que eu indico para todo mundo.


Publicado pela Pandorga || 251 páginas || Adicione À sua estante do Skoob || Compre!

Sorteio relâmpago: Ingressos para a Bienal do livro

Oi pessoal! A Editora Pensamento-cultrix me mandou três ingressos para sortear entre vocês. Peço que participem somente aqueles que pretendem comparecer ao evento. Além do ingresso, estarei enviando também alguns marcadores do blog! Serão três sortudos, ok? Então, para participar, basta seguir as regrinhas abaixo.



Regras:
.: Seguir o blog via GFC;
.: Seguir o twitter: @thayscillla e @ed_pensamento
.: Twittar a frase (tempo mínimo de uma hora entre um tweet e outro):

Quero um dos ingressos para a Bienal do livro de SP que a @thayscilla está sorteando (http://kingo.to/19TY)
Sorteio finalizado! Os ganhadores foram: @Maaria_Silvana @MundodeSonhos @lollity_

Prontinho! Você já está participando. Entrarei em contato com os vencedores pelo twitter. Serão aceitos tweets até as 23:59 do dia 5 de Agosto. Boa sorte a todos!

Promoção: Diários do Vampiro: Meia-noite




Olá coleguinhas! Consegui realizar esta promoção em parceria com a editora Galera Record. Inscrevam-se bastante e concorram a um exemplar do livro mais um kit de marcadores. Basta preencher o formulário - super fácil - e ir preenchendo conforme queira ganhar chances extras. Então é isso. Boa sorte a todos!

Entradas principais (obrigatórias):
.: Seguir o blog via GFC;
.: Seguir o meu twitter e o twitter da editora Galera Record;
.: Curtir a página da Editora Galera Record no facebook;
.: Deixar um comentário no post dizendo o que você acha sobre esta série.

Entradas extras:
.: Comentar em algum post do blog;
.: Assinar o newsletter do blog;
.: Divulgar a frase no twitter.

a Rafflecopter giveaway