Resenha: Feita de Fumaça e Osso - Laini Taylor

Sinopse: Pelos quatro cantos da Terra, marcas de mãos negras aparecem nas portas das casas, gravadas a fogo por seres alados que surgem de uma fenda no céu.Em uma loja sombria e empoeirada, o estoque de dentes de um demônio está perigosamente baixo. E, nas tumultuadas ruas de Praga, uma jovem estudante de arte está prestes a se envolver em uma guerra de outro mundo.O nome dela é Karou. Seus cadernos de desenho são repletos de monstros que podem ou não ser reais; ela desaparece e ressurge do nada, despachada em enigmáticas missões; fala diversas línguas, nem todas humanas, e seu cabelo azul nasce exatamente dessa cor. Quem ela é de verdade? A pergunta a persegue, e o caminho até a resposta começa no olhar abrasador de um completo estranho. Um romance moderno e arrebatador, em que batalhas épicas e um amor proibido unem-se na esperança de um mundo refeito.
Esse é aquele tipo de livro que vale a pena ler sem saber muitas informações. Tem um começo intrigante, fazendo que com que a leitura se torne contínua e fluida. É impossível parar de ler!

Karou é uma personagem espetacular. Não é aquela mocinha indefesa, pelo contrário, apesar de ela permanecer “no escuro”, ela faz os trabalhos que lhe são mandados e isto já é de grande perigo. Em alguns momentos eu achei que ela deveria ser mais firme, e tentar descobrir tantas coisas que eram de sua curiosidade, mas a autora deixou isto para os momentos certos.

Tenho que dizer que no começo, achei que não tinha imaginação o suficiente mas ao decorrer do livro, consegui acompanhar imaginando todos os detalhes. Aliás, este é um ponto super positivo do livro, pois a autora é muito detalhista. Isto é bom pois a fantasia que a Taylor criou, precisava mesmo de detalhes. Creio que se o livro não tivesse sido tão bem trabalhado, seria inimaginável as passagens e tudo mais.

A impressão geral que eu tive foi que a autora teve uma ideia muito audaciosa e trabalhou com ela até deixar a trama bem no ponto certo. Com a quantidade certa de mistérios, revelações, romance, e detalhes. Outro fator importante de eu ter gostado tanto da história é que o romance não é do tipo "imediato". O leitor descobre mais sobre o casal e o relacionamento de Karou vai se desenvolvendo aos poucos até que tudo é revelado.

Sem dúvidas, foi uma leitura sensacional. Estou ansiosa para a continuação que se chama Days of Blood and starlight.


Resenha: Deslembrança - Cat Patrick


Sinopse: Toda noite, quando London Lane recosta a cabeça no travesseiro e dorme, cada mínimo detalhe do dia que viveu desaparece de sua memória. Pela manhã, restam-lhe apenas lembranças do futuro: pessoas e acontecimentos que ainda estão por vir. Para conseguir manter uma rotina minimamente normal, London escreve bilhetes para si própria e recorre à sempre fiel melhor amiga. Já acostumada a tudo isso, ela tenta encarar a perda de memória mais como uma fatalidade que como uma limitação. Mas, quando imagens perturbadoras começam a surgir em suas lembranças e London precisa, de algum modo, escapar delas, fica claro que para entender o presente e o futuro ela terá que decifrar o que ficou esquecido no passado.
O livro é narrado por London, uma garota cuja memória do dia que viveu, desaparece logo pela madrugada. London é ciente desta sua situação, mas algo mais a atormenta: ela tem visões do futuro. Mas London segue sua vida normalmente, até encontrar Luke. No início, ela sabe que ele não está em seu futuro, portanto dá um jeito de não lembrar-se dele. Mas nos dias que se seguem, Luke volta a conversar com ela. Com a ajuda dele, ela começa a descobrir mais sobre suas visões e sobre sua própria família.

É um livro muito fofo. E, embora ao livro não seja apenas o romance, acho que é o ponto mais alto do livro. O jeito que ela se sente com Luke, como ele a trata.. E o que descobrimos sobre Luke depois, faz tudo ficar ainda mais fofo. A autora soube trabalhar muito bem o romance entre a London e o Luke.

Por outro lado, as visões e as perdas de memória são também partes importantes do livro.  É impressionante ver a vida desta protagonista, cujas memórias mais recentes estão limitadas à recados escritos em papéis. Há várias revelações e descobertas sobre a família da protagonista. Mas também várias ideias são deixadas no ar no final do livro. Acho que isso é devido ao final ser bem aberto, pois apesar de London ter visões do futuro, a autora e a própria protagonista sabe que elas podem ser mudadas.

No geral, é um livro bem escrito, leve, e gostoso de ler. Li em questão de horas. Para aqueles que gostam de um romance e mistérios, é o livro ideal.


Lançamentos: Editora Intrínseca


Oi pessoal? Prontos para conferir os lançamentos da Intrínseca? Muitos livros legais para este mês de Outubro.



A sombra da serpente - Rick Riordan
Série As crônicas dos Kane (Vol. 3)
Sadie e Carter são importantes descendentes da Casa da Vida, uma sociedade secreta de magia estabelecida no Egito ainda no tempo dos faraós. Os irmãos sabem que sua herança ancestral lhes reserva um importante papel: seus poderes são fundamentais para a restauração do Maat, a ordem do universo. Mas, uma vez instalado, o Caos é imprevisível, incalculável e incontrolável, e agora que Apófis está livre os Kane têm somente três dias para evitar que a serpente destrua o planeta. Como se isso não bastasse, a sorte deles parece só piorar. Os magos estão divididos. Alguns deuses egípcios estão enfraquecendo e, um a um, começam a desaparecer. Walt, um dos mais talentosos combatentes da Casa do Brooklyn, foi amaldiçoado, e sua energia vital está se esvaindo. Zia agora é responsável por Rá, o deus sol, que está completamente senil e não será de grande ajuda. Sadie e Carter, ao lado de alguns jovens magos e uns poucos aprendizes, são os únicos dispostos a enfrentar a serpente e salvar o mundo.

A ascensão dos nove - Pittacus Lore
Série Os Legados de Lorien (Vol. 3)
Antes de encontrar John Smith, o Numero Quatro, Número Seis estava sozinha, lutando e se escondendo para continuar viva. Juntos, eles eram bastante poderosos. Mas precisaram se separar para localizar os demais lorienos sobreviventes. Seis foi até a Espanha em busca da Número Sete e encontrou mais do que esperava: um décimo membro da Garde, que conseguiu escapar de Lorien. Ella é mais jovem que os outros, mas igualmente corajosa. Juntas, elas partem em uma jornada pela Índia, movidas por boatos que talvez as levem a outro Garde. Ao mesmo tempo, Quatro e Nove ainda se recuperam da fuga da caverna dos mogadorianos, em West Virginia, e travam uma briga particular: John se culpa por ter abandonado seu melhor amigo, o humano Sam Goode, e Nove menospreza a lealdade de John e o acusa de não se dedicar ao que deveria ser o principal propósito deles: destruir Setrákus Ra e vencer a guerra contra os mogs.

Esposa 22 - Melanie Gideon
Comédia romântica moderna que se desenvolve por meio de trocas de mensagens entre uma mulher casada, Alice (Esposa 22), e um pesquisador anônimo e carismático (Pesquisador 101). Dividida entre seus desejos e responsabilidades e as aventuras permitidas pelo anonimato da comunicação digital, Alice tem a oportunidade de reexaminar a história do próprio relacionamento.

Outros lançamentos:



Resenha: Fiquei com o seu número - Sophie Kinsella

Sinopse: A jovem Poppy Wyatt está prestes a se casar com o homem perfeito e não podia estar mais feliz... Até que, numa bela tarde, ela não só perde o anel de noivado (que está na família do noivo há três gerações) como também seu celular. Mas ela acaba encontrando um telefone abandonado no hotel em que está hospedada. Perfeito! Agora os funcionários podem ligar para ela quando encontrarem seu anel. Quem não gosta nada da história é o dono do celular, o executivo Sam Roxton, que não suporta a ideia de haver alguém bisbilhotando suas mensagens e sua vida pessoal. Mas, depois de alguns torpedos, Poppy e Sam acabam ficando cada vez mais próximos e ela percebe que a maior surpresa da sua vida ainda está por vir.
Este foi o primeiro livro que li da Sophie Kinsella e eu já estou viciada!
Adoro chick-lit e sempre tive uma vontade enorme de ler algo da Sophie mas são tantos livros que quero ler que pareceu que os da Sophie nunca eram prioridade. O que eu sinto agora? Puro arrependimento. Vou contar o motivo.
Em Fiquei com o seu número, a protagonista Poppy Wyatt está em sérios apuros. Ela perde o anel de noivado – que é relíquia de família – e acaba por ter seu celular roubado também. Poppy não é nada sem seu celular, ainda mais agora que todos estão à procura de seu anel e que aquele era o único contato que ela tinha passado... mas para surpresa dela, ela encontra um celular jogado no lixo. Só que o dono do celular, Sam, não está muito feliz por Poppy estar recebendo todas as suas mensagens.
O cenário desta incrível trama é nada menos que Londres. Sophie Kinsella é bem atenta aos detalhes, na verdade, ela sabe descrever tudo sem deixar o livro entediante ou pesado demais. Além disto, a cada página, tem pelo menos uma frase divertida. E é nesses momentos em que eu vejo por que é tão bom ter narrativas em primeira pessoa. Personagens como a Poppy, divertida, engraçada e atrapalhada, conquistam o leitor logo de cara. Sério, é impossível não rir e totalmente adorá-la.
A autora não peca em nada! O cenário, como já falei, é perfeito. Os personagens são muito bem construídos e parecem bem reais. Poppy é a protagonista engraçada, divertida, mas que também tem suas preocupações e tormentos. Mas acima de tudo, vejo nesta personagem o mesmo que Sam vê: Poppy é bondosa, está sempre pronta para ajudar aos outros e também mostra-se uma pessoa extremamente agradável. Infelizmente, ela também é como qualquer outra mulher e tem seus defeitos. Em alguns momentos a sua vulnerabilidade faz com que ela tome decisões precipitadas, é ingênua e com uma autoestima muito baixa.
Sam por outro lado, é um personagem franco, direto, às vezes grosso e que não se importa com o que os outros pensam sobre ele. Mas no decorrer do livro ele mostra-se um personagem gentil, que faz de tudo para ajudar os amigos, e é ele quem abre os olhos de Poppy com relação ao noivado e ao comportamento que ela adota. Acredito que ambos os personagens são importantíssimos pois eles trocam dicas e acabam por perceber que estão errando em alguns aspectos. Achei isto muito fofo: o fato de eles mal se conhecerem – apenas se conhecerem através dos e-mails e mensagens – e saberem coisas sobre a vida pessoal do outro, a ponto de poder alertar.. tudo parece muito íntimo, assim como o fato de eles estarem dividindo um celular.
Outro fator que me conquistou neste livro da Sophie Kinsella, foi o fato de ela tornar o celular o terceiro – ou primeiro(?) - protagonista. Nesta sociedade em que a todos os momentos estamos trocando mensagens, ligando, nos comunicando, Kinsella traz este aparelho para nos mostrar o que ele realmente é. Poppy várias vezes menciona o fato de que o celular é algo muito íntimo, pois lá estão todas as suas mensagens e todo o seu mundo. Então, é fascinante como a autora faz um simples celular se tornar um protagonista que acaba por unir duas pessoas muito distintas.
Não posso me esquecer dos outros personagens como o noivo da Poppy, o Magnus. Magnus é exótico, e também me conquistou em alguns momentos, mas ele se mostra um personagem fraco e sem sentimentos. Também tem as amigas de Poppy: Ruby e Annalise. Sophie também cria vários outros personagens essenciais para a trama, como os funcionários da companhia em que Sam trabalha e a própria família de Magnus. Acho que a minha maior surpresa neste livro veio por parte da família do noivo. Wanda e Antonny parecem inicialmente estar zombando de Poppy e acho que devido ao leitor estar vendo tudo pela ponto de vista desta personagem, ficamos realmente achando que eles implicam com ela. Mas eles se mostram personagens muito bem caracterizados e amáveis, e tudo isto devido à grande surpresa que Sophie Kinsella nos faz.
Senti uma dor no coração o término da leitura. Bate aquele sentimento de não querer que acabe... todas as trapalhadas de Poppy, as idiotices de Magnus, as mensagens que Sam troca com Poppy, e a jornada destes dois protagonistas. É um livro incrível com personagens cativantes, um enredo adorável e um cenário de tirar o folego. Indico para todo mundo! Até porque, apesar de ser um chick-lit, este livro agrada a todos os gêneros. Tem romance, comédia, um pouco de aventura e até alguns mistérios.. Totalmente vale a pena ler. E para aqueles que ainda não leram nada da Sophie Kinsella, fica aqui a dica para uma primeira experiência fantástica. Leiam, leiam e leiam! E, terminando o post ao estilo Poppy: bjsbjsbjsbjs.