Resenha: O Motivo - Patrick Ness

Sinopse: Todd Hewitt é um garoto de doze anos, o último menino de Prentisstown, uma cidade de homens. Ele vive em um mundo cheio de "ruído" em que os pensamentos privados de todo homem e animal são audíveis. Em um mês ele estará com treze anos e será um homem. Mas a cidade está mantendo segredos para ele, segredos que vão forçá-lo a fugir do prefeito e dos homens de Prentisstown junto com seu cachorro e a primeira garota que ele já conheceu. A cada página, o leitor ficará cada vez mais ligado a Todd e Viola, com sua história de amizade, e sentirá afeição genuína por Manchee, cão e ajudante de Todd, cujo comportamento é hilário e comovente. Na sua essência, é uma história sobre um garoto forçado a crescer rapidamente em um mundo de ruínas em loucura e armado apenas com sua convicção de fazer a coisa certa para ajudá-lo a sobreviver. Todd vive em um mundo onde um germe matou todas as mulheres, um germe que deixou os homens loucos, o germe que significou o fim dos spackles quando a loucura dos homens colocou as mãos numa arma.

Antes de iniciar a leitura de O Motivo, eu já tinha lido algumas resenhas mas não estava tão interessada. Não curto tanto livro com personagens em torno de 12/13 anos e acho que isso foi o motivo principal de minha leitura ficar travada no início. Para mim, a leitura flui quando sinto afeição pelos personagens principais e/ou me identifico com eles e isso aconteceu com este livro, só demorou um pouco mais. Também ajudou o fato de ser um livro distópico.
Todd Hewitt, o protagonista, nos introduz à sua realidade aos poucos. Devo dizer que é bem dificil se situar mas uma vez que isto aconteça, a leitura flui muito bem. O garoto mora em uma cidade só de homens, aliás, ele mesmo está prestes a se tornar um. Todo garoto se torna homem quando completa treze anos de idade e falta um mês para isso acontecer com Todd. Em sua cidade só de homens, todo mundo “escuta” o pensamento dos outro através do chamado Ruído, pois todos lá tem Ruído. E, num passeio que Todd faz ao pântano, ele acaba encontrando um ser quieto por lá, ou seja, ele não consegue escutar seus pensamentos. O garoto volta para sua fazenda, mas o dano já está feito, todos notaram o Ruído de Todd e agora ele tem que fugir. Em sua fuga, ele encontra o quieto novamente e, sua descoberta acaba surpreendendo-o.
Acontece tantas coisas, mas tantas, que não quero contar nada pois tudo é uma verdadeira surpresa para o leitor. O quieto, o segredo dos homens de Prentissburgo, é tudo muito intrigante e bem pensado para um livro do gênero ficção infantil. E apesar de eu não ser parte do principal público-alvo, eu adorei esta distopia.
O livro é narrado em primeiro pessoa, por Todd. Gostei dele desde o início mas demorou um pouco para me afeiçoar de verdade por este personagem. Ele conta-nos sua vida, sua história – pelo menos o pouco que ele sabe. E é tão bom ver o desenvolvimento dele na trama. Como ele passa de um menininho ingênuo para uma espécie de fugitivo. E eu vibrei com quando apareceu a personagem Viola. Ela é tão fofa e o desenvolvimento desses dois juntos é incrível. Ambos fugitivos, ambos órfãos de pai e mãe, com tanto em comum e ao mesmo tempo tão diferentes.
Apesar de a capa não ser tão chamativa, a Editora Pandorga fez um ótimo trabalho com o livro pois como Todd é um garoto analfabeto e fazendeiro, ele fala muito errado. E não faz sentido um livro narrado por um garoto analfabeto ter um português perfeito, então fiquei muito feliz pela Editora traduzir, seguindo o original.
Enfim, decidi não contar muito sobre a história pois seria chato para aqueles que pretendem ler e querem ser surpreendidos. Posso assegurar que é um livro muito inteligente, com muitas aventuras e bastante ação, que vai te surpreender totalmente. Leitura recomendada, principalmente para quem curte ficção infantil e distopias.
O Motivo, faz parte da trilogia Mundo em caos. No Brasil já foi lançado e o primeiro e o segundo livro desta trilogia. A continuação de O Motivo chama-se A Missão.



16 comentários:

  1. Não tenho nenhuma vontade de ler esse livro, mas pode acontecer igual a você, acabar gostando. Mas por enquanto não vou ler, só se aparecer uma oportunidade.

    Beijos,
    Mandi - Book and Cupcake.

    ResponderExcluir
  2. Olá.
    Eu tenho o primeiro livro aqui em casa, mas ainda não li. Espero acabar gostando também quando eu ler, apesar dessa escrita errada me incomodar um pouco, mesmo que seja necessário já que o narrador é analfabeto como você disse. Mas enfim. Boa resenha.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  3. oie.

    Esse livro tem uma capa einha mesmo, mas a história vale muito a pena. Li e gostei, ainda não li a continuação, mas em breve estarei. ^^

    beijos.

    Lu - http://www.leiturasedevaneios.com.br

    ResponderExcluir
  4. Ah, primeira coisa que me chama atenção nesse livro é o fato de ser distópico. Quando começou a lançar livros do gênero vi várias resenhas sobre ele e fiquei com vontade de ler, mas acabei esquecendo dele. rs'

    Adorei a resenha!

    Beijo:*
    Naty.

    ResponderExcluir
  5. Oi.
    Não tenho muita vontade de ler esse livro, mas mesmo assim se surgir a oportunidade tentarei para ver o que dá. Quem sabe eu não gosto?
    Parabéns pela resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Nossa, que livro diferente! Nunca tinha lido uma resenha dele, mas me pareceu muito Feios e Perfeitos e tal... HAHAH
    Não me interessei pelo livro, mas quem sabe eu leia. Beijos
    Camile - Perdida entre Livros.
    http://www.perdidaentrelivros.com

    ResponderExcluir
  7. Eu gostei muito da sua resenha e não conhecia esse livro. Mesmo assim, essa história não despertou meu interesse infelizmente. Mas quem sabe um dia né?! Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Nossa, me chamou muita atenção
    Ainda mais com esse trailer
    E pelo fato de virar filme
    Agora quero ler

    Beijos
    @pocketlibro
    pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá Thay!
    Confesso que esse livro inicialmente não havia chamado a minha atenção, porém vi tantas criticas positivas sobre ele que é realmente impossível não ficar curiosa, pretendo lê-lo em breve. Enfim, ótima resenha:)

    Beijos&beijos
    Book is life

    ResponderExcluir
  10. Assim como você eu também não curto tanto esses personagens em torno de 12/13 anos. Sei lá, eles são tão irritantes! Mas tenho lido alguns livros com esses personagens que não me decepcionaram, ou seja, to empolgada com a possibilidade de curtir esse também. :)
    Gostei da indicação!

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  11. Oie Thay
    eu não tinha muita vontade de ler o livro, assim como você, pois também não curto muito personagens com 13/14 anos (apesar de ultimamente ter me surpreendido com vários livros infanto juvenis) But, as resenhas sempre tem esse poder mágico de mudar a nossa ideia (e eventualmente nos levar a falência rs), e como eu estou in love com distopias, certamente irei colocar na minha meta deste ano.
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Nao conhecia esse livro, mas achei a ideia super maluca, mas interessante!
    Fiquei curiosa pra ler!

    Bjokas
    Flavia - Livros e Chocolate

    ResponderExcluir
  13. Oi, Thais!

    Esse é um livro que eu não tenho vontade de ler. Vou esperar pelo filme. Se eu gostar, leio o livro. :P

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  14. Olá, Thais! Tudo bem?
    O livro parece ser interessante, mas não sei se ele entraria na minha lista de próximas leituras. Quem sabe eu acabe gostando da trama, né? :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Eu já tinha lido outras resenhas desse livro, assim como da continuação, e fiquei bastante interessada, mas ainda não o encontrei numa livraria da minha cidade. Vou dar uma olhada no Submarino e se achar uma boa oferta, compro.
    Só não gostei da capa, a editora bem que podia ter caprichado mais, né?

    ^-^
    http://entrelivroserabiscos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. ta muita gente postando comentarios ruins. essa trilogia é um trilhao de vezes melhor que as outras distopias que estao em alta agora. espero que todos se arrependam de ter achado isso no inicio depois que lerem, os livros sao realmente bons desde o inicio. Nao acho que seja ficçao infantil so porque eles tem 13/14 anos, eu adoro como a historia rola e o fato de eles precisarem tanto um do outro.

    ResponderExcluir

Comente! Sua opinião é muito importante:)