Lançamento da Intrínseca: Extraordinário, de R. J. Palacio


Oi pessoal! Confiram um lançamento incrível da Intrínseca para o mês de Fevereiro:



O jovem britânico Jono Lancaster nasceu com a síndrome de Treacher Collins, uma doença rara que afeta o desenvolvimento dos ossos da face enquanto o bebê ainda está no útero. Por conta do desfiguramento do rosto, ele sofreu de depressão durante a infância e a adolescência; se isolava em casa e chegava a cortar o próprio cabelo para não ter que se olhar no espelho em um local público.

A vida de Jono começou a mudar quando recebeu uma oferta para trabalhar em um bar. O novo emprego deu ao jovem confiança para marcar encontros com garotas e arrumar um novo trabalho, em uma academia de ginástica. Foi onde conheceu Laura Richardson, sua atual namorada. Para difundir a mensagem sobre a importância da aceitação, ele conta sua história de superação nos documentários da BBC “Love Me, Love My Face” e “So What If My Baby Is Born Like Me?”.

Baseado em uma história real, o filme Marcas do destino (Mask, 1985) trata do drama de um menino que, assim como Jono Lancaster, teve o rosto deformado por uma grave doença. Com a ajuda de sua mãe, interpretada pela cantora e atriz Cher, Rocky Dennis enfrenta a dor, a solidão e os preconceitos para emergir como um admirável jovem que se torna uma inspiração para seus colegas e professores.

É esse o desafio que August Pullman, protagonista do livro Extraordinário, enfrenta quando passa a frequentar a escola pela primeira vez: convencer seus novos colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é apenas um menino igual aos outros.

Primeiro lugar da lista de best-sellers do The New York Times, eleito um dos melhores títulos YA de 2012 nos Estados Unidos, o premiado livro de estreia da americana R. J. Palacio traz à tona a luta contra o preconceito ao contar a história de um menino de 10 anos que nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial.
Narrado da perspectiva de August e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade – um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo.


Vale a pena assistir #5 Emily Owens, M.D.



Oi pessoal! Estou de volta com o Vale a pena assistir, uma coluna onde mostrarei filmes e série que eu curto e recomendo. Desta vez o post é sobre a série Emily Owens, M.D. Infelizmente, a série já foi cancelada mas foi confirmado que serão exibidos 13 episódios. Estou adorando os episódios que assisti até agora pois é uma série médica, mas que ao mesmo tempo em que se passa em um hospital também aborda temas bem cotidianos. Além disso, também tem personagens adoráveis como a própria Emily e o fofo do Micah - que eu amo. Realmente, vale a pena assistir.



Emily Owens finalmente se sente uma mulher adulta. Após anos como geek da escola, ela conseguiu se formar na faculdade de medicina, rumo ao seu primeiro ano de estágio no hospital de Denver, onde terá a chance de trabalhar com a renomada cardiologista Gina Beckett.

Entretanto, Emily descobre que o hospital é muito parecido com o ensino médio. Ela logo descobre, da pior forma possível, que sua inimiga de colégio, a popular Cassandra Kopelson, é sua nova concorrente não apenas no trabalho, mas também no amor por Will Rider, antiga paixão de Emily que também se encontra ali.

Com a ajuda de Tyra Granger, filha do chefe da residência, Emily percebe que tudo é muito familiar: os esportistas se tornaram cirurgiões ortopédicos, enquanto as garotas más fazem especialização em cirurgia plástica.

Agora, Emily precisa balancear sua vida pessoal com a pressão social, ao mesmo tempo em que toma decisões médicas que significam a vida ou a morte de um paciente.


Resenha: Na Passarela - Meg Cabot



Esta resenha contém alguns spoilers para quem não leu os livros anteriores!
Mas isso não significa que você não possa comentar o que acha sobre a série :)

Sinopse: Onde se esconder quando todos sabem seu nome? Em Watts está fugindo; das notas da escola, dos compromissos de trabalho, das cobranças da família e dos amigos. Mas, principalmente, dela mesma. Uma viagem inesperada com Brandon Stark — aquele que deveria ser seu namorado, agora que Em é Nikki — faz com todos fiquem furiosos, mas ela nem pode explicar seus motivos. Pensou em chantagem? Acertou.
Comecei a ler esta trilogia e logo me apaixonei por ela. Cabeça de vento (resenha aqui) foi o começo de tudo, onde a autora nos introduziu à protagonista. Depois de um acidente, Em teve seu cérebro transplantado para o corpo da supermodelo Nikki Howard e Em teve que fingir ser Nikki, para cumprir os contratos da modelo. Além disto, ela também começou a aprender mais sobre beleza, sobre roupas e maquiagens. Em Sendo Nikki (resenha aqui), Em teve que continuar a ser Nikki, aprendendo, aos poucos, um pouco mais sobre comportamento de modelo, sobre desfiles, etc. Desde que começara a aprender sobre Nikki, percebera que toda essa área de beleza e ser modelo não era nada fácil. Só que enquanto estas descobertas aconteciam, Em estava com um mistério em mãos sobre a mãe de Nikki Howard e sobre a corporação Stark.
É incrível como a Meg consegue manter uma livro perfeitamente. Esta série tem um pouco de ficção científica, diversão, cenas engraçadas, romance e mistério. E a diva Meg sabe exatamente como dosar tudo isso em seus livros, e fazendo o leitor louco pela continuação.
Como eu disse na introdução da resenha, Cabeça de vento foi o começo de tudo, então a parte de ficção científica ficou mais para este primeiro livro. Sendo assim, Na passarela tem mais ação, mistérios e romance. Depois de tudo o que Em passou com Christopher – seu melhor amigo e o cara por quem está apaixonada -, finalmente o romance começa a desenrolar. Mas a Meg é tão boa que o livro não é superficial de jeito nenhum pois não fica só no romance. Na verdade, acho que a Em é muito azarada. Sempre que está tudo ficando ok, acontece algo que estraga tudo. E é isto que mantém o livro, as reviravoltas na vida da personagem a respeito de sua relação amorosa, familiar e profissional.
O livro é bem rápido e intenso. Tem todos os mistérios – de livros anteriores e deste próprio livro - sendo revelados durante toda a leitura. E no que se diz a respeito destes mistérios e revelações, devo dizer que a Meg foi excelente. No meu ver, não teve nenhum buraco em suas teorias e todo fechou certinho, sem deixar nenhuma dúvida ou mistério em aberto.
A narrativa é leve, fluída e muito agradável. Não acho que a Em seja uma personagem chata, muito pelo contrário, eu encontrei várias semelhanças com o caráter desta personagem. Em é engraçada e em sua narrativa – em primeira pessoa – proporciona várias risadas ao leitor. Eu realmente gostei da Em e da sua espontaneidade. Ela se vê em meio a tantos mistérios mas não é capaz de resolver tudo sozinha, o que a torna ainda mais real.
"Se Brandon era adorável e doce, eu era a noiva do Satã." (pag. 32)
Toda a trilogia é recheada de personagens maravilhosos como, por exemplo, o Christopher, a Lulu, a Frida, a verdadeira Nikki e claro, os "garotos da Nikki". Não tem como não mencionar o fato de ser uma trilogia recheada de personagens masculinos que fazem qualquer leitora suspirar. O Brandon Stark, o Gabriel Luna, o Steven Howard e, claro, o mais fofo de todos, o Christopher. O Christopher também é um personagem muito real, que mostra seus defeitos e qualidade e, mais, mostra que não é perfeito. Ele é quem ajuda Em com seus mistérios, provando que agora que sabe que Em está viva, fará de tudo ao seu alcance para ajuda-la. Apesar do seu machismo. Porque, sim, Christopher se torna um pouco machista e uma vez que Em se recusa a dar uma de donzela em perigo, esse casal tem muitos problemas a serem resolvidos.
Enfim, como podem ver, é uma leitura gostosa. Claro que eu adoro o romance mas também gosto que a história tenha um enredo além deste romance, e esta série tem isso e muito mais. Meg Cabot também aborda sobre a imposição do padrão de beleza na nossa sociedade e como isso afeta as pessoas. No geral, é uma série muito bem escrita, com conteúdo reflexivo mas que ao mesmo tempo é uma ótima ficção. Indico para todo tipo de leitor e acho que todos deveriam dar uma chance a esta série porque, de verdade, pode te surpreender.


Lançamentos da Novo Conceito - Fev/2013

Oi pessoal! Neste post de hoje trago algumas novidades da Novo Conceito. Estou mega ansiosa para ler mais um livro da Deb Caletti e da Cecelia Ahern. E vocês, por qual livro estão mais ansiosos?


Meu amor, meu bem, meu querido - Deb Caletti
Sinopse: Ruby McQueen nunca tivera problemas sendo boazinha, e sempre fez questão de ter um bom relacionamento com sua família, ir bem na escola e tomar boas decisões. Esse é o motivo do porquê ninguém fica mais surpreso do que ela mesma quando o mau caráter Travis Becker a suga para seu mundo de privilégios e ilegalidades, e ela o segue voluntariamente. No entanto, quando Ruby faz o impensável, começa uma louca aventura de várias gerações, conforme seus entes mais íntimos fazem de tudo para salvá-la dela mesma. Será que um verão pode mudar o que Ruby sabe sobre o verdadeiro amor, a família, o destino e seu próprio coração?


O Livro do Amanhã - Cecelia Ahern
Sinopse: Tamara Goodwin sempre teve tudo o que quis e nunca precisou pensar no amanhã. Contudo, de repente, seu mundo vira de cabeça para baixo e ela precisa trocar sua confortável vida da metrópole por uma cidadezinha do interior. Assim, Tamara logo se sente solitária e louca para voltar para casa. Então, uma biblioteca itinerante chega ao vilarejo, trazendo junto um misterioso livro de couro trancado com uma fivela dourada e um cadeado. O que Tamara descobre ao longo de suas páginas a deixa surpresa. E tudo começa a mudar das maneiras mais inesperadas possíveis… Será possível mudar o amanhã?


A Pousada Rose Harbor - Debbie Macomber
Sinopse: Jo Marie Rose decide comprar uma pequena pousada, como forma de superar a morte do marido. Mal sabe ela que as surpresas que a esperam nessa nova empreitada. Seu primeiro hóspede é Joshua Weaver, que voltou para casa para cuidar de seu padrasto doente. Os dois nunca se conheceram pessoalmente e Joshua tem alguma esperança de que possam conciliar suas diferenças. No entanto, uma habilidade de Joshua há muito perdida prova que o perdão nunca está fora de alcance e que o amor pode florescer onde menos se espera. A outra hóspede é Abby Kincaid, que retorna a Cedar Cove para comparecer ao casamento do irmão. De volta pela primeira vez em 20 anos, ela quase deseja não ter ido, devido às memórias trazidas pela pitoresca cidade. E conforme Abby se reconecta com sua família e seus velhos amigos, percebe que só pode seguir em frente se permitir-se verdadeiramente a isso.






Lançamentos da Intrínseca para o o 1º Semestre de 2013


Oi! Estão todos preparados para as continuações de séries e para algumas novas surpresas? Ah, e claro, é bom preparar o bolso também haha :)
Lançamentos  Ficção e Não ficção
A evolução de Bruno Littlemore, de Benjamin Hale
A hospedeira (edição com capa inspirada no pôster do filme), de Stephenie Meyer
A lady cyclist guide to Kashgar, de Suzanne Jonson
A vida sem doenças, do Dr. David B. Agus
Alfred Hitchcock e os bastidores de Psicose, de Stephen Rebello
Bel canto, de Ann Patchet
Clarões e sombras (título provisório), de Leticia Wierzchowski
Gold, de Chris Cleave
Et puis Paulette, de Barbara Constantine
Garota exemplar, de Gillian Flynn
Le syndrome E, de Frank Thilliez
No escuro, de Elizabeth Haynes
O diário de Helga, de Helga Weiss
O fio, de Victoria Hislop
O lado bom da vida, de Matthew Quick
O sinal e o ruído, de Nate Silver
Óculos de Heidegger, de Thaisa Frank
Primeiro eu, depois você, de Jojo Moyes
Satori, de Don Winslow
The Bling Ring: The True Story of How Seven Celebrity-Obsessed Teens Swindled Hollywood, de Nancy Jo Sales
The lifeboat, de Charlotte Rogan
Tigers in the red weather, de  Liza Klaussman
Um mundo, uma escola, de Salman Khan
Vida após a morte, de Damien Echolls
Lançamentos – Ficção para jovens
A marca de Atena (série Os heróis do Olimpo – livro 3), de Rick Riordan
A torre invisível (série As Crônicas de Outro Mundo – livro 1), de Nils Johnson-Shelton
An abundance of Katherines (título provisório: O teorema Katherine), de John Green
Como roubar a espada de um dragão (série Como treinar o seu dragão – livro 9), de Cressida Cowell
Os diários do semideus (série Os heróis do Olimpo), de Rick Riordan
Finale (série Hush, Hush – livro 4), de Becca Fitzpatrick
Gangsta granny, de David Walliams
Muncle Trogg e o Burro Voador (série Muncle Trogg – livro 2), de Janet Foxley
Pandemônio (série Delírio – livro 2), de Lauren Oliver
The way we fall (série The fallen world, livro 1), de Megan Crewe
Um herói para Wondla (série Em busca de WondLa – livro 2), de Tony DiTerlizzi
Wonder (título provisório: Extraordinário), de R. J. Palacio
Wool, de Hugh Howey

Resenha: O Motivo - Patrick Ness

Sinopse: Todd Hewitt é um garoto de doze anos, o último menino de Prentisstown, uma cidade de homens. Ele vive em um mundo cheio de "ruído" em que os pensamentos privados de todo homem e animal são audíveis. Em um mês ele estará com treze anos e será um homem. Mas a cidade está mantendo segredos para ele, segredos que vão forçá-lo a fugir do prefeito e dos homens de Prentisstown junto com seu cachorro e a primeira garota que ele já conheceu. A cada página, o leitor ficará cada vez mais ligado a Todd e Viola, com sua história de amizade, e sentirá afeição genuína por Manchee, cão e ajudante de Todd, cujo comportamento é hilário e comovente. Na sua essência, é uma história sobre um garoto forçado a crescer rapidamente em um mundo de ruínas em loucura e armado apenas com sua convicção de fazer a coisa certa para ajudá-lo a sobreviver. Todd vive em um mundo onde um germe matou todas as mulheres, um germe que deixou os homens loucos, o germe que significou o fim dos spackles quando a loucura dos homens colocou as mãos numa arma.

Antes de iniciar a leitura de O Motivo, eu já tinha lido algumas resenhas mas não estava tão interessada. Não curto tanto livro com personagens em torno de 12/13 anos e acho que isso foi o motivo principal de minha leitura ficar travada no início. Para mim, a leitura flui quando sinto afeição pelos personagens principais e/ou me identifico com eles e isso aconteceu com este livro, só demorou um pouco mais. Também ajudou o fato de ser um livro distópico.
Todd Hewitt, o protagonista, nos introduz à sua realidade aos poucos. Devo dizer que é bem dificil se situar mas uma vez que isto aconteça, a leitura flui muito bem. O garoto mora em uma cidade só de homens, aliás, ele mesmo está prestes a se tornar um. Todo garoto se torna homem quando completa treze anos de idade e falta um mês para isso acontecer com Todd. Em sua cidade só de homens, todo mundo “escuta” o pensamento dos outro através do chamado Ruído, pois todos lá tem Ruído. E, num passeio que Todd faz ao pântano, ele acaba encontrando um ser quieto por lá, ou seja, ele não consegue escutar seus pensamentos. O garoto volta para sua fazenda, mas o dano já está feito, todos notaram o Ruído de Todd e agora ele tem que fugir. Em sua fuga, ele encontra o quieto novamente e, sua descoberta acaba surpreendendo-o.
Acontece tantas coisas, mas tantas, que não quero contar nada pois tudo é uma verdadeira surpresa para o leitor. O quieto, o segredo dos homens de Prentissburgo, é tudo muito intrigante e bem pensado para um livro do gênero ficção infantil. E apesar de eu não ser parte do principal público-alvo, eu adorei esta distopia.
O livro é narrado em primeiro pessoa, por Todd. Gostei dele desde o início mas demorou um pouco para me afeiçoar de verdade por este personagem. Ele conta-nos sua vida, sua história – pelo menos o pouco que ele sabe. E é tão bom ver o desenvolvimento dele na trama. Como ele passa de um menininho ingênuo para uma espécie de fugitivo. E eu vibrei com quando apareceu a personagem Viola. Ela é tão fofa e o desenvolvimento desses dois juntos é incrível. Ambos fugitivos, ambos órfãos de pai e mãe, com tanto em comum e ao mesmo tempo tão diferentes.
Apesar de a capa não ser tão chamativa, a Editora Pandorga fez um ótimo trabalho com o livro pois como Todd é um garoto analfabeto e fazendeiro, ele fala muito errado. E não faz sentido um livro narrado por um garoto analfabeto ter um português perfeito, então fiquei muito feliz pela Editora traduzir, seguindo o original.
Enfim, decidi não contar muito sobre a história pois seria chato para aqueles que pretendem ler e querem ser surpreendidos. Posso assegurar que é um livro muito inteligente, com muitas aventuras e bastante ação, que vai te surpreender totalmente. Leitura recomendada, principalmente para quem curte ficção infantil e distopias.
O Motivo, faz parte da trilogia Mundo em caos. No Brasil já foi lançado e o primeiro e o segundo livro desta trilogia. A continuação de O Motivo chama-se A Missão.



Resenha: Romeu Imortal - Stacey Jay

Sinopse: Amaldiçoado a viver por toda a eternidade em seu espectro, Romeu, conhecido por seus modos rudes e assassinos, recebe uma chance de se redimir viajando de volta no tempo para salvar a vida de Ariel Dragland. Sem saber, Ariel é importante para os dois lados, os Mercenários e os Embaixadores, e tem o destino do mundo nas mãos. Romeu deve ganhar seu coração e fazê-la acreditar no amor, levando-a contra seu potencial obscuro antes de ser descoberto pelos Mercenários. Enquanto sua sedução se inicia como outra mentira, logo ela se torna sua única verdade. Romeu jura proteger Ariel de todo o mal, e fazer qualquer coisa que for preciso para ganhar seu coração e sua alma. Mas quando Ariel se decepciona com ele, ela fica vulnerável à manipulação dos Mercenários, e sua escuridão interna poderá separá-los para sempre.

Lembram-se de minha resenha de Julieta Imortal? Eu tinha adorado o livro, enchi a autora de elogios e acabei dando cinco estrelas. Se você não lembra ou não leu a resenha de Julieta Imortal, pode clicar aqui. Mas enfim, era só elogios para a Stacey Jay, por sua criatividade na remodelação de um clássico da literatura inglesa. E é com muito pesar que venho fazer esta resenha da continuação que chama-se Romeu Imortal.
Quando soube que teria continuação e que seria um livro do Romeu, eu fiquei cheia de expectativas. Adorei o Romeu como vilão no primeiro livro – porque sim, não tem como mudar o meu amor pelos vilões – e estava curiosa para saber o que aconteceria com ele. Juro que não me passava pela cabeça que a autora ia fazer meleca com o livro anterior e botar a Julieta no meio disto tudo.
Quando peguei o livro em mãos pensei “O final de Julieta Imortal foi do jeito que eu queria, então agora o negócio é com o Romeu” mas eu estava totalmente enganada. O livro começa ok, mostrando a história de Romeu. Mas depois de alguns capítulos, tem um que é narrado pela Julieta o que me fez pensar “e o epílogo de Julieta Imortal realmente existiu?”. Mas eu respirei fundo e continuei lendo.
Logo no começo o Romeu aceita uma proposta da Enfermeira de Julieta – que antes era sua inimiga – e tem que fazer Ariel – que era o antigo corpo em que Julieta habitava – amá-lo. Entre tantos segredos e tudo mais, o casal acaba se apaixonando só que a Ariel é a pessoa mais instável na face da terra. De verdade, ela escuta vozes, tem suas chamadas síncopes, é facilmente influenciável e totalmente instável. Fiquei um pouco desapontada com esta personagem e por tudo que ela faz com o Romeu pois, apesar de o romance ser daqueles instantâneos e até meio forçado, eu tinha gostado do casal. E o Romeu de herói é uma gracinha então eu esperava que a personagem não fosse tão instável com ele.
O final é imprevisível pois é uma coisa de louco que ninguém preveria. Desde que li Julieta Imortal eu sabia que o livro era meio sobrenatural e que coisas como voltar para outra época poderiam acontecer. Mas, sinceramente, acho que a autora exagerou neste livro. E muito. O motivo da Embaixadora de ter a Ariel contra o Romeu ficou sem explicação, simples assim. E depois, a autora fez a Julieta parecer A Salvadora. Enfim, teve algumas poucas coisas que gostei no livro mas no geral, só me deixou desapontada. Não achei que foi um livro legal pois é confuso, com um desenvolvimento muito rápido, e com umas mistura de personagens no presente e no passado que você chega no final de não sabe mais o que está acontecendo. É um livro difícil de acompanhar e por isso exige uma leitura lenta. Mas não se desespere pois o epílogo de Romeu Imortal é bom.
Tenho certeza de que outras pessoas irão gostar mas o livro não foi para mim. E apesar de não querer, fiquei seriamente desapontada pois esperava muito mais deste livro. Mas, para aqueles que tem vontade de ler, leiam, pois os gostos são diferentes e pode ser que você acabe gostando.


Resenha: A vez da minha Vida - Cecelia Ahern

Sinopse: Certo dia, quando Lucy Silchester volta do trabalho, há um envelope de ouro no tapete. E um convite dentro dele para se encontrar com a Vida. Sua vida. Pode soar peculiar, mas Lucy leu sobre isso em uma revista. De qualquer forma, ela não pode ir ao encontro: está muito ocupada desprezando seu emprego, fugindo de seus amigos e evitando sua família. Mas a vida de Lucy não é o que parece. Algumas das escolhas que fez — e histórias que contou — também não são o que parecem. Desde o momento em que ela conhece o homem que se apresenta como sua vida, suas meias-verdades são reveladas totalmente — a não ser que ela aprenda a dizer a verdade sobre o que realmente importa. Lucy Silchester tem um compromisso com sua vida — e ela terá de cumpri-lo. 
Depois de ter lido P. S. Eu te amo, fiquei com vontade de ler outros livros da autora mas estava receosa de que o efeito do livro desta vez fosse o mesmo que aconteceu com o anterior. Não queria ficar travada na leitura mas fui surpreendida novamente pela autora pela forma que ela conseguiu desenvolver a história de A vez da minha Vida. Não fiquei travada, muito pelo contrário, a leitura foi rápida e fluida.
A protagonista de A vez da minha Vida chama-se Lucy e eu até poderia dizer que ela é uma protagonista robô. Lucy é introspectiva, afastou-se da família e dos amigos e quando sai para almoços ou jantares, nunca fica até o fim. Este início do livro é a parte mais lenta pois nem o próprio leitor é capaz de se sentir ligado a esta protagonista. Porém, tudo vai mudando quando Lucy resolve dar atenção aos envelopes que sua Vida estava lhe mandando. Assim, Lucy entra em contato e resolve marcar um encontro com sua Vida.
Pode soar estranho esse tal de “encontro com a Vida” mas no livro, a Cecelia Ahern faz parecer algo legal, apesar de não tão comum. As pessoas que supostamente tem este encontro com sua Vida, tem toda uma reformulação, uma diferença entre o estado Antes do encontro e Depois do encontro. Uma prova de que Lucy quer mudar é que ela dá atenção ao envelope, porém isto não basta. O primeiro encontro dela com as Vida é um desastre. Lucy tem sérios problemas com mentiras e auto-estima e para que ela realmente se torne uma nova Lucy, sua Vida tem um longo trabalho a fazer.
É incrível como a autora aborda um assunto estranho de forma tão natural. A ideia dela foi simplesmente fantástica pois a questão do livro é a interação da protagonista e sua Vida e esse assunto pode ser discutido na nossa realidade. Pode ser que não tenhamos encontro cara-a-cara com nossas vidas, mas chega um momento em que precisamos avaliar se estamos apenas vivendo, ou se estamos alimentando nossa Vida, indo em busca de nossos sonhos, ajudando a nós mesmos. Não apenas vivendo como meros robôs.
Este livro tem várias mensagens em suas entrelinhas e pode ou não levar o leitor à reflexão de sua própria vida. O livro aborda também as relações familiares, relações com os amigos e o problema nos relacionamentos amorosos de Lucy. Então, o livro não fica só no bla-bla-bla de Lucy tem que mudar, mas a relação da protagonista com os personagens secundários vão transformando-a e ajudando-a aos poucos. Então, o livro tem basicamente tudo para ser um bom livro: romance, cenas engraçadas, drama, ação...
Sei que várias pessoas já estranharam o livro mas para aqueles que ainda não leram, deixo bem claro que é uma leitura recomendada. Como eu disse, o tema do livro não é tão leve e também pode não ser do agrado de todo mundo, mas não custa nada dar uma chance.


Resenha: Dizem por aí - Jill Mansell


Sinopse: O namorado de Tilly Cole acaba de se mudar do flat deles com metade de suas coisas. Sem nada para prendê-la, Tilly decide rapidamente morar mais perto de sua melhor amiga, Erin, em um vilarejo minúsculo em Cotswolds. Lá, Tilly é contratada no mesmo momento como faz-tudo em uma empresa de design de interiores. Para sua surpresa, a cidade pequena transborda escândalo, sexo, fofoqueiros e boatos, focados basicamente em Jack Lucas, o homem lindo de muita classe e melhor amigo de seu chefe. Todos falam para Tilly ignorar o encanto por Jack, que ela será apenas outra em sua cama se ela se deixar levar; mas Tilly, que trabalha ao lado de Jack, enxerga uma parte carinhosa e cuidadosa dele que não é revelada à cidade. É impossível que ele seja a mesma pessoa de quem todos falam. Ou é possível? Tilly deve separar os fatos da ficção e seguir seu instinto neste divertido romance moderno.

Sei que é errado julgar o livro pela capa, mas a verdade é que eu não me sentia atraída por este livro. Porém, me surpreendi com absolutamente tudo em Dizem por aí.
Tilly é uma personagem pra lá de engraçada, que tem problema em finalizar relacionamentos, e que resolve se mudar para uma cidade pequena para trabalhar de faz-tudo para Max. Ao longo do livro, Tilly aprende que em cidade pequena, é muito fácil ser parte dos boatos e fofocas. Quando conhece Jack Lucas, o garanhão da cidade, ela se sente muito atraída a ele porém ela não quer ser mais uma das mulheres que passam por Jack.
Achei incrível como a autora soube criar e desenvolver os personagens com tanta precisão. Não são superficiais, pelo contrário, é fácil se identificar com os personagens deste livro assim como também é fácil se apaixonar por eles. Tilly, apesar de tentar resistir às investidas de Jack, começa a explorar cada vez mais o passado dele. E, conforme mais procura, mais percebe que Jack não é aquilo que dizem e que ele é legal, atencioso e até delicado.
Como vocês bem sabem, eu amo um bom chick-lit. Adoro ver o desenvolvimento de relacionamentos amorosos entre os protagonistas, mas em Dizem por aí, Mansell foi bem além. Ela soube trabalhar muito bem todos os personagens. Tanto que os capítulos são focados em diferentes personagens. O livro não é narrado em primeira pessoa, mas a impressão que tive durante a leitura é que eu era parte da cidade. O leitor sabe, em primeira mão, as novidades da cidade; vai descobrindo o passado de Jack; e acompanha a confusão entre Stella e Erin. Fiquei muito familiarizada com os personagens e achei incrível que a autora conseguisse me fazer sentir assim, tão íntima.
Capa americana do livro.
Eu achei linda!
O livro é cheio de personagens maravilhosos, cada um com seus problemas a serem resolvidos, então é meio que impossível mencionar apenas alguns. Então, apesar de o livro ter foco em toda a cidade e nos residentes dela, a relação entre Tilly, Max, Lou, Kaye e Jack foi o que mais me chamou a atenção. Max é pai de Lou e ex-marido de Kaye, é gay, e é um personagem tão fantástico que chega a ser palpável. Adorei a relação entre esses quatro! E a parte trágica do livro também foi bem emocionante e me conquistou muito ver o desenvolvimento da relação entre a Stella e Erin. Só lendo o livro para sentir todas emoções que essas personagens passam para o leitor.
Enfim, foi uma leitura muito, mas muito agradável. Fiquei muito arrependida de não ter lido este livro antes pois valeu muito a pena. Foi uma das minhas maiores surpresas de 2012, pois eu não tinha ideia da minha reação à este livro e acabou que foi de total amor. Amei a escrita da autora, amei o desenvolvimento da trama, amei cada pequeno detalhe do livro. Dizem por aí é um chick-lit fantástico que eu recomendo a todos, até para aqueles leitores que não são muito familiarizados com o gênero. E, do fundo do coração, espero poder ler muitos outros livros da Jill Mansell.


Resenha: Do seu lado - Fernanda Saads


Sinopse: Após um longo tempo de terapia para se recuperar de um fora, Sarah parece estar bem. Quer dizer, ela já recuperou seu peso normal e consegue pensar em outras coisas além de Bruno. O problema é que no fundo ela vive fantasiando o dia em que esbarra com ele na rua e: pimba! Ela está linda e radiante e ele percebe a mancada que deu. Seus planos são simples: reconquistar Bruno e depois dar o troco que ele merece. Mas o destino lhe prega uma peça quando Nestor, seu chefe, pede que ela visite um novo cliente e, de repente, tudo vira de cabeça para baixo. Lá está ela de frente para o seu antigo amor, que parece mais irresistível do que nunca! Enquanto isso, seu melhor amigo, Igor, sempre presente e irritantemente perfeito, não suporta vê-la cair nas garras do bonitão outra vez. Sarah terá que lutar contra os próprios conceitos para descobrir o verdadeiro sentido do amor.
Do seu lado foi uma surpresa bem agradável para mim. Primeiro livro que leio da Fernanda Saads e já fiquei viciada em sua escrita leve e empolgante.
O livro é narrado em primeira pessoa por Sarah. Ela é um arquiteta que optou por esta carreira devido ao glamour de trabalhar com pessoas famosas, porém ela nos conta que sua vida não é nada assim. Ela trabalha em uma empresa de arquitetura com seu melhor amigo Igor em projetos normais. A vida de Sarah é um caos e em meio a suas confusões, ela acaba contatando sua terapeuta via mensagens. Quando Sarah reencontra seu ex-namorado ela tem certeza de que conseguirá se vingar dele devido à traição. Porém ela acaba achando que ainda tem sentimentos fortes por ele e reata a relação. Mas Igor é contrário a isto e Sarah não entende o porquê. Quando percebe, já pode ser tarde demais.
Ok. Meu resumo está horrível. Mas é que o livro é meio previsível então já sabemos o que irá acontecer. Obviamente, não dá para prever tudo, e a autora soube trabalhar muito bem esse desenvolvimento. Do seu lado é um chick-lit gostoso de ler, e com um tema bem comum do dia-a-dia. Sarah tem que lidar com o fato da traição de Bruno só que a questão do livro é que ela não soube lidar com isto. Ela esperou anos para conseguir vingança e quando tem finalmente a chance, ela acaba por ser enrolada por ele, novamente.
Enquanto Sarah vai aprendendo mais sobre si mesma, Igor toma distância dela. É interessante ver como a protagonista é um pouco cega em relação a tudo isto, mas como é um chick-lit, é esperado um desenvolvimento lento da trama.
Os personagens também são bem desenvolvidos. É fácil o leitor notar detalhes que a própria Sarah não enxerga nos acontecimentos que acontecem no livro. Adorei vários personagens, especialmente a Fátima. Não senti que nenhum personagem foi superficial e foi ótimo ver que a autora teve cuidado com todos os personagens.
Do seu lado é uma leitura agradável e engraçada. É uma surpresa ver mais uma autora nacional escrever um chick-lit que eu realmente curti. Totalmente recomendo o livro para as fãs deste gênero literário, garanto que vale a pena.


Galera Record: Melhores de 2012 e o que está por vir em 2013



Oi pessoal! Estou aqui novamente com mais um post para mostrar vários livros bons que foram lançados no ano de 2012, agora pela editora Galera Record. E também para mostrar alguns lançamentos e livros que a editora pretende publicar ainda este ano. Para ler as resenhas do livro - caso eu tenha resenhado - é só clicar na imagem do livro, caso não tenha resenha você ira para a página do livro no skoob.

Obs: Como vocês devem saber, a Galera Record possui vários gêneros de livros e apesar de curtir a maioria, é impossível acompanhar todos os lançamentos. Então, só serão citados alguns deles, ok? Para acessar o catálogo completo basta clicar neste link aqui.


  • Lançamentos de 2012


  

O primeiro, Amor contra o tempo, é uma ficção científica com romance. Estou morrendo de vontade de ler pois li várias resenhas super positivas e pelo que vi até agora, foi muito bem recebido pelos leitores brasileiros. É um livro que eu pretendo ler neste ano de 2013. Amada Imortal é uma fantasia, diferente de tudo que já li. É um livro cativante, delicioso de ler e ainda tem uma trama fantástica. Já Anjo mecânico, foi amor a primeira lida. Não tem como descrever o amor que senti pelos personagens. Todo mundo sabe que amo a narrativa da Cassandra apesar de ela ser uma autora muito malvada, mas foi impossível não se apaixonar pela trama, pelos personagens, pelo meu lindo do Will. Um dos meus livros favoritos deste ano. Recomendo!

  

Cidade dos Anjos Caídos foi um dos livros mais esperados do ano. Não tem como não se apaixonar pela escrita da Cassandra Clare e por seus personagens. E, apesar de eu achar que a série Os Instrumentos mortais não precisava de continuação, um pouquinho de Jace a mais nunca fará mal *-*. Lua de sangue também era uma continuação muito esperada. Ainda não li mas pretendo. E ZumbisxUnicórnios deu o que falar no ano de 2012. Um livro composto por contos de vários autores famosos, cada um tomando um time - zumbis ou unicórnios. Ainda não li também mas achei a capa linda e pretendo ler em breve.

  

Leviatã e Nas sombras ainda não li mas morro de curiosidade. Diários do Vampiros - Meia-noite é mais um final, desta vez para a série O Retorno. Foi um final bom e eu acho que poderia ter parado por aí. Em 2012, com este livro, dei adeus para esta série e para os livros da Smith.

  

Ainda não li Cinema Pirata mas como adorei o outro livro do Cory, acho que preciso ler este também. E também teve as continuações da série Fallen. Estou mega atrasada nesta série e pretendo ler todos os livros que me faltam agora neste ano.

Viram quantos livros bons tivemos em 2012? E, não apenas estes mas muitos outros que não foram mencionados mas que podem ser encontrados no catálogo da editora Galera Record, para isto basta acessar este link aqui. Em especial o livro Na passarela, continuação da série Cabeça de vento da Meg Cabot. Afinal, como poderíamos passar um ano todo sem novos livros da diva Meg? Eu adoro os livros dela e sempre serão bem-vindos novos lançamentos dela.






  • Lançamentos de 2013

A maldição (Hex Hall #2) - Rachel Hawkins - Janeiro de 2013
Sophie Mercer achava que era uma bruxa. Essa foi a razão pela qual ela foi enviada para Hex Hall, uma escola para Prodígios inadimplentes (bruxas, metamorfos, e fadas). Mas isso foi antes de descobrir o segredo de família, e que sua paixão, Archer Cruz, é um agente do The Eye, um grupo com tendência a limpar os Prodígios da face da terra. Acontece que, Sophie é um demônio, um dos dois únicos no mundo, sendo o outro seu pai. O pior é que ela tem poderes que ameaçam a vida de todos que ela ama. Qual é precisamente porque Sophie decide que deve ir a Londres para retirá-los, um procedimento perigoso, que irá destruir seus poderes. Mas uma vez que Sophie chega, faz uma descoberta chocante. Seus novos amigos? Eles são demônios. Significada que alguém os está criando em segredo com planos assustadores para usar seus poderes, e provavelmente não para o bem. Enquanto isso, The Eye é colocado para caçar Sophie, e eles estão usando Archer para fazê- lo. Mas não é que ela tenha mais sentimentos por ele. Será que ela não tem?

Dezoito Luas (Beautiful creatures #3) - Kami Garcia e Margaret Stohl - Fevereiro 2013
Ethan Wate pensou que ele estava se acostumando com os estranhos, acontecimentos impossíveis acontecendo em Gatlin, sua pequena cidade do sul. Mas agora que Ethan e Lena voltaram para casa, estranho e impossível assumiram novos significados. Enxames de gafanhotos, recorde de calor e tempestades devastadoras devastar Gatlin como luta Ethan e Lena para entender o impacto da Alegando Lena. Mesmo família de Lena de Supernaturals poderosos é afetada - e suas habilidades começam a falhar perigosamente. Com o tempo, uma questão torna-se clara: o que - ou quem - terá de ser sacrificado para salvar Gatlin Para Ethan, o caos é uma distração assustadora, mas bem-vindo. Ele está sendo perseguido em seus sonhos de novo, mas desta vez não é por Lena - e tudo o que está assombrando ele está seguindo-o para fora de seus sonhos e em sua vida cotidiana. Ainda pior, Ethan está gradualmente perdendo pedaços de si mesmo - esquecendo nomes, números de telefone, mesmo memórias. Ele não sabe por que, e na maioria dos dias ele está com muito medo de perguntar. Às vezes, não há apenas uma resposta ou uma escolha. Às vezes não há como voltar atrás. E desta vez não haverá um final feliz. 

Todos os três livros acima estão programados para serem publicados pela Galera Record agora em 2013. Parecem ser ótimos lançamentos. Estou ansiosa, principalmente pelo último: The statistical probability of love at first sight.

A Galera publicou uma lista com os títulos que serão publicados neste primeiro semestre de 2013. A lista está sujeita a alterações.

Janeiro 
The walking dead, vol. 2 – O caminho para Woodbury, de Robert Kirkman e Jay Bonansinga
Fevereiro
Starcraft – Ponto crítico, de Christie Golden
Beautiful creatures, vol. 3 – Dezoito luas, de Kami Garcia e Margareth Stohl
Março
A probabilidade estatística do amor à primeira vista, de Jennifer Smith
Abandono, de Meg Cabot
Assassin’s Creed – Revelações, de Oliver Bowden
As peças infernais, vol. 2 – Príncipe mecânico, de Cassandra Clare
Abril
Slammed – Uma história de amor e tragédia, de Colleen Hoover
Eva, de Anna Carey
Will Grayson, Will Grayson, de David Levithan e John Green
World of Warcraft – A ruptura, de Christie Golden
Maio
Os instrumentos mortais, vol. 5 – A cidade das almas perdidas, de Cassandra Clare
O futuro de nós dois, de Jay Acher e Carolyn Mackler
Artemis Fowl – O último guardião, de Eoin Colfer
Amada imortal, vol. 2, de Cate Tiernan
A desconstrução de Mara Dyer, de Michelle Hodkin
Assassin’s Creed HQ#1 – Desmond, de Corbeyran e Defali
Junho
O Livro das Princesas, de Meg Cabot, Lauren Kate, Paula Pimenta e Patricia Barboza
Diablo III- O livro de Cain, de Flint Dille
O bosque selvagem, de Colin Meloy
Julho
Diários do Vampiro Caçadores, vol. 1 – Fantasma, de L. J. Smith
Merlin, vol. 1, Os anos perdidos, de T.A. Baron
Gregor, vol. 5 – título, de Suzanne Collins

Como podem ver, vários livros serão lançados agora este ano e prometem fazer sucesso. Vocês já conhecem estes livros, tem interesse por algum? Comentem e me falem o que acharam deste post (:

Intrínseca: Retrospectiva 2012 e Lançamentos de 2013



Oi pessoal! Resolvi fazer um post diferente pois sabemos que teve muitos livros bons lançados pela Editora Intrínseca em 2012 mas nem todos ainda tivemos a oportunidade de ler, certo? Então, vim aqui dar uma refrescada na memória de vocês para mostrar todos os títulos lançados em 2012 que fizeram bastante sucesso e os próximos títulos que serão lançados neste ano de 2013. Para quem quiser ler as resenhas dos livros citados - caso tenha resenha - basta clicar na imagem do livro.
Obs: A maioria dos livros citados são do gênero ficção pois este é meu gênero favorito e o que mais leio, portanto não tenho muito conhecimento dos títulos de outros gêneros. Mas quem quiser conhecer os outros títulos pode acessar aqui o catálogo completo da editora Intrínseca.

  • Lançamentos de 2012


Começando pela Trilogia de Cinquenta tons de cinza. Acho que foi o assunto mais polêmico de 2012. Teve aqueles que adoraram os livros e cederam aos encantos do Sr. Grey - tipo eu - porém também teve muitas pessoas que criticaram negativamente a trilogia.
Eu, particularmente, comecei a ler com um pouco de preconceito mas que logo passou. Adorei a trilogia, apesar de a narrativa não ser a das melhores. E, para aqueles que falaram que é cópia de Crepúsculo, eu totalmente discordo. Tem sim suas semelhanças mas a trilogia tem como alvo um público totalmente diferente.
Foi uma descoberta muito legal e não me arrependo de ter lido. Não sinto vergonha também, apesar do que muitas pessoas possam pensar quando veem alguém lendo algum livro da trilogia.
Então, para você que ainda tem curiosidade de ler mas está com vergonha, deixe isto de lado. Mate sua curiosidade de vez ;)


  

Logo no início do ano de 2012 tivemos excelentes lançamentos como por exemplo mais um livro de Hush Hush. Ainda não pude ler Silêncio mas estou ansiosa pra ler a continuação da série. Curto o estilo de escrita da Becca e, sinceramente, como não se apaixonar pelo Patch? As grandes surpresas para mim foram os livros Delírio e O circo da noite. Delírio é uma distopia totalmente diferente das que eu já tinha lido e me conquistou de cara. E O circo da noite foi um livro muito mágico para mim.

  

Também teve continuações de séries do aclamado Rick Riordan: A sombra da Serpente e O filho de Netuno. Além disto, a Editora Intrínseca também lançou lindos guias da série Percy Jackson e os olimpianos e As crônicas dos Kane para aqueles que são fãs do autor. 

  

Outros livros que foram muito esperados pelos leitores brasileiros foram os acima. Feita de fumaça e osso teve ótimas críticas e eu, particularmente, amei. É uma fantasia completa! Puros é um livro distópico, completamente diferente do que eu imaginava, mas que me conquistou mesmo assim. E, por último mas não menos importante, A culpa é das estrelas. Este último foi um livro que mexeu muito comigo pois é muito emocionante e lindo. Recomendo para todos lerem.

Perceberam que eu citei apenas livros de ficção? Bem, é porque este é mais meu estilo então como não conheço muito bem os outros títulos da Editora Intrínseca, resolvi não arriscar. Mas há vários livros que não foram mencionados aqui que também são ótimos. Para você que ficou curioso e quer conhecer mais livros da editora, acesse este link aqui, que você irá direto ao catálogo completo da Intrínseca.

  • Lançamentos de 2013


12/01 – O lado bom da vida, de Matthew Quick
18/01 – Um mundo, uma escola, de Salman Khan
25/01 – Alfred Hitchcock e os bastidores de Psicose, de Stephen Rebello 



18/01 – Finale, de Becca Fitzpatrick 
No aguardado desfecho da série Hush, Hush, Nora e Patch pensavam que seus problemas tinham ficado para trás. No entanto, na ausência do Mão Negra, Nora foi forçada a se tornar líder do exército nefilim e terminar o que seu pai começara. Quando as linhas do combate são finalmente traçadas, Nora e Patch precisam encarar suas diferenças ancestrais e decidir entre ignorá-las ou deixá-las destruir o amor pelo qual sempre lutaram.

Como vocês podem ver, a Editora Intrínseca continuará lançando ótimos livros neste ano de 2013, mas nem por isso vamos esquecer dos antigos lançamentos. Eu ainda tenho muitos livros desejados desta editora de anos atrás e espero que agora em 2013 consiga ler todas as continuações de séries que pretendo, e também iniciar novas - principalmente as séries do Rick Riordan. Espero que tenham gostado do post :)